Novo teste detecta infecção em cavalos em apenas 10 minutos

PARTILHAR
cavalos se cheirando
Foto: Caballeriza la Felicidad

Zoetis traz ao Brasil teste inovador que identifica infecção em cavalos; o portátil Stablelab detecta e quantifica a proteína amiloide A sérica, sinalizador de processos infecciosos

Stablelab, teste de diagnóstico portátil, é a última novidade da Zoetis para equinos. Sem similares no mercado nacional e com precisão superior a 95%, o teste detecta e quantifica a proteína amiloide A sérica (SAA), que é produzida no fígado e na circulação, quando o cavalo apresenta alguma infecção. Em apenas 10 minutos, o teste permite aos médicos-veterinários detectarem processos inflamatórios de origem infecciosa. “Para se ter uma ideia do quão isso é inovador no cuidado com equinos, o resultado de um teste convencional de SAA em laboratório demora de 6 a 48 horas para sair”, destaca Chester Batista, Gerente Técnico da Zoetis.

De acordo com o especialista, isso ocorre porque, após a coleta de sangue do animal, a amostra é enviada ao laboratório onde passa pelas etapas de armazenamento, processamento e rodagem do teste até a obtenção do resultado. “Já essa nova tecnologia nos permite ter tudo isso na palma da mão em apenas 10 minutos com a necessidade apenas da colheita do sangue. Isso é um incrível avanço para a medicina veterinária”, comenta.

Em evento virtual realizado ontem (21) e sob a mediação do leiloeiro e narrador esportivo Eduardo Vaz, a Zoetis reuniu médicos-veterinários, convidados e especialistas em clínica e cirurgia de equinos de todo o Brasil, que já tiveram a oportunidade de trabalhar com a tecnologia para compartilharem suas experiências.

Com Stablelab, profissionais podem avaliar a gravidade da situação antes mesmo do início dos sinais clínicos, como febre. Fácil de usar e do tamanho de um celular, Stablelab mede a SAA de 0 a 3.000 μg/mL por meio de uma pequena amostra de sangue. Se o resultado for igual a zero, o cavalo está saudável; entre 0 e 50 μg/mL, está com inflamação de origem não infecciosa ou em fase inicial de infecção; superior a 50 μg/mL, está com infecção.

A tecnologia permite avaliar equinos em situações de risco, como no período neonatal, cirurgias, transporte e competição, além de ser uma grande aliada na rotina ambulatorial para acompanhar a evolução de tratamentos. Sua medição é considerada 30 vezes mais sensível que a de um termômetro e melhor que a dos tradicionais testes laboratoriais.

“Nosso novo teste portátil permite diagnosticar os casos antes de se tornarem graves e, ainda, monitorar a resposta ao tratamento de forma muito rápida e precisa. Com isso, o médico-veterinário pode ajustar o tratamento se necessário, favorecendo a saúde e o bem-estar do animal”, explica a Gerente de Produto da Zoetis Bruna Silper.

Já usado em mais de 25 países, incluindo Estados Unidos, Austrália e Alemanha, Stablelab chegou ao Brasil para complementar o portfólio com foco em saúde equina da Zoetis, em alinhamento com o conceito de cuidado contínuo com os animais e uso responsável de antimicrobianos, princípios que guiam as ações da empresa.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.