Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Número de bovinos dos Estados Unidos tem o nível mais baixo desde 1951

A seca persistente no oeste dos EUA tem desempenhado um papel crucial, diminuindo as terras disponíveis para pastagem e aumentando os custos de alimentação para os animais; confira

Em um relatório divulgado nesta quarta-feira (31), o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) revelou que o país registrou o menor número de cabeças de gado desde 1951, marcando o quinto ano consecutivo de declínio no rebanho. A seca persistente no oeste dos EUA tem desempenhado um papel crucial, diminuindo as terras disponíveis para pastagem e aumentando os custos de alimentação para os pecuaristas.

De acordo com os dados do USDA, o início de 2024 testemunhou uma redução de 2% no número total de bovinos e bezerros, atingindo 87,2 milhões de cabeças em comparação com o ano anterior. As vacas de corte também experimentaram uma queda de 2%, chegando a 28,2 milhões de cabeças, o nível mais baixo desde 1961. O rebanho de vacas leiteiras também diminuiu em 0,4%, totalizando 9,4 milhões de cabeças.

A seca, que afetou 49% das áreas pecuárias em 23 de janeiro, apresentou uma leve melhora em relação ao ano anterior, quando 72% das regiões estavam consideradas anormalmente secas, conforme indicado pelo Monitor de Secas dos EUA. Especialistas acreditam que a melhoria nas condições climáticas pode incentivar os pecuaristas a começarem a reconstruir seus rebanhos de corte ainda este ano.

Os analistas destacam que, no quarto trimestre, os produtores poderão optar por reter novilhas e vacas jovens nas fazendas para reprodução, em vez de enviá-las para o abate, sinalizando uma possível mudança na tendência de declínio no rebanho.

Para compensar a diminuição do rebanho, os EUA aumentaram as importações de carne bovina e reduziram as exportações. Segundo as estimativas do USDA, as importações de carne bovina atingiram 3,71 bilhões de libras em 2023, representando um aumento de 9,3% em relação ao ano anterior, e a previsão é de que aumentem para 3,77 bilhões de libras em 2024. O setor agropecuário dos EUA enfrenta desafios significativos, enquanto busca equilibrar a oferta e a demanda em meio a condições climáticas adversas e custos crescentes.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM