O que é manejo sanitário? Você aplica na fazenda?

O que é manejo sanitário? Você aplica na fazenda?

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Não sabe o que é ou ainda não aplica na sua propriedade? Então continue a leitura deste artigo e saiba do que se trata o manejo sanitário e como aplicá-lo na sua fazenda.

A saúde do rebanho é condição primordial para garantir bons resultados na pecuária de corte, e isso não é novidade para ninguém. Uma vez que os danos e prejuízos causados pelas enfermidades podem prejudicar significativamente seu negócio, é indispensável que tome medidas preventivas, e é aí que se evidencia a importância do manejo sanitário.

Não sabe o que é ou ainda não aplica na sua propriedade? Então continue a leitura deste artigo e saiba do que se trata o manejo sanitário e como aplicá-lo na sua fazenda.

O que é o manejo sanitário?

É fato que a pecuária é um dos setores que mais movimenta a economia do país, isso acontece muito em função do fato de nos posicionarmos, na atualidade, como um dos principais exportadores de carne do mundo. No entanto, para alcançarmos esse posto tivemos que aprimorar processos a fim de atender às necessidades de um mercado cada vez mais exigente. Mais do que isso, foi necessário que, para garantir carne de alta qualidade, o pecuarista passasse a se preocupar com a saúde e bem-estar dos animais, investindo no manejo sanitário do gado.

Isso porque doenças infecto-contagiosas, parasitárias e carenciais influenciam significativamente para a redução dos índices zootécnicos da pecuária. Nesse sentido, a adoção de boas práticas se torna essencial, pois além de evitar prejuízos ajuda a manter a qualidade do rebanho visando atender às exigências e interesses do mercado.

Assim, separamos algumas sugestões de boas práticas de manejo sanitário para você aplicar na sua propriedade. Confira:

Calendário de controle sanitário

A adoção de um calendário anual de vacinação apesar de parecer uma medida simples pode ser bastante eficiente, pois contribui muito para a prevenção e controle de doenças.

Para isso, o mais indicado é buscar a orientação de um médico veterinário, que irá definir todas as datas de vacinação do rebanho, seguindo a indicação dos programas oficiais.

Algumas doenças que possuem data obrigatória para imunização são: Febre aftosa, brucelose e raiva.

Controle de transmissores e vermes

É indispensável que você mantenha em dia vermifugação do rebanho. Além disso, mantenha atualizado o controle de parasitas, como por exemplo os carrapatos, pois também são transmissores de doenças.

Capacitação de equipe para o manejo sanitário

Invista em treinamentos de capacitação para sua equipe a fim de garantir que sejam capazes de reconhecer os sintomas das principais doenças que afetam os bovinos, além de manipular e aplicar corretamente vacinas e medicamentos. Assim eles podem realizar o trabalho de forma precisa e eficiente.

Isolamento e contenção de animal contaminado

Grande parte das doenças que afetam o gado são transmissíveis e contagiosas, dessa forma é importante estruturar a sua propriedade de forma a possibilitar áreas de isolamento para as quais serão encaminhados animais suspeitos de contaminação, até que se recuperem e recebam todos os cuidados veterinários necessários.

Contato com a Vigilância Sanitária

De acordo com a legislação vigente, algumas doenças vesiculares e síndromes nervosas são de comunicação obrigatória à Vigilância Sanitária. Dessa forma, caso identifique animais com suspeita é de seu dever contatar o órgão responsável imediatamente.

Atendimento ao Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose

Com o objetivo de proteger a saúde pública por meio da erradicação da Brucelose e a Tuberculose, o PNEBT apresenta instruções específicas, que devem ser seguidas por todo produtor, sobre: o controle da vacinação, atendimento à programas de certificação, trânsito de animais, administração e atualização de fichas de controle, aplicação correta das vacinas em áreas específicas do animal, entre outros que você pode acompanhar clicando aqui.

Fonte: Coimma

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com