PARTILHAR

Touros superiores em atributos genéticos chegam a faturar milhões em venda de sêmen, pesam mais de uma tonelada e precisam estar sempre na ponta dos “cascos”.

A podologia bovina é uma atividade cada vez mais difundida nas propriedades rurais brasileiras e vem ganhando espaço e adeptos. As lesões de casco são responsáveis por 90% das claudicações (mancar) em bovinos, um bovino que “manca” será responsável por prejuízos econômicos com queda na produção. Os problemas nos touros causados com o locomotor, pode ter como consequência grandes perdas econômicas. 

A grande maioria das lesões podais podem ser controladas e evitadas com medidas de manejo. Entre elas, podemos citar: fornecimento de dietas balanceadas; instalações adequadas, que proporcionem conforto e evitem o estresse calórico dos animais; uso de pedilúvio; rotina de casqueamento preventivo, entre outras.

Podologia bovina

O procedimento é feito pelo menos uma vez por ano, em alguns casos podem ocorrer mais vezes por lesões que possam ocorrer durante o manejo. Um casco mole, ou macio, cresce duas vezes mais rápido que um casco saudável. Um casco saudável cresce 3mm/mês, enquanto o doente cresce 6 mm/mês. Além disso, é fácil detectar o problema, caso o casco fique muito longo o animal irá caminhar sobre a parte posterior do mesmo, o que leva a contusões e a possibilidade de úlcera típica. É uma doença típica da laminite.

No caso de doenças dos cascos

Muitas doenças podem comprometer o casco do touro, quando o local em que o touro é criado fica excessivamente molhado, causa o amolecimento dos cascos o que ajuda no processo de desgaste. O que pode causar várias doenças, e entre elas está a laminite.  Os touros podem representar a doença de várias formas: A forma aguda apresenta muita dor e sensibilidade; o comprimento dos cascos cresce e a sola perde a elasticidade e a densidade, levando a uma quebra na Laminite crônica; e subclínica quando apresenta alterações no casco o que leva a perdas econômicas devido à evolução para outros tipos de doenças.

Acompanhe a podologia de um gigante

ornado-do-leblon
Ornado do Leblon / Foto: Alta Genetics

Ornado do Leblon, touro da raça Nelore Mocho foi campeão nacional da raça em 2015 durante a Expoinel em Uberlandia (MG) é um desses animais que valem muito, atualmente está em uma grande central de inseminação e serve como doador de sêmen e deve ter milhares de filhos pelo Brasil.  Ornado alia beleza racial, carcaça moderna e avaliação genética forte, com características (DEP´s) voltadas para alto desempenho produtivo, seus filhos se destacam em vários criatórios do Brasil, Bolívia e Paraguai.

podologia-bovina-ornado-do-leblon
Foto: Reprodução das redes sociais
podologia-bovina-ornado-do-leblon
Foto: Reprodução das redes sociais
podologia-bovina-ornado-do-leblon
Foto: Reprodução das redes sociais

O casqueamento foi realizado pelo profissional Tiago Zentil, que carrega o tombador hidráulico acoplado em sua camionete, sabendo que o animal não pode ficar tombado por muito tempo o Médico Veterinário realiza o serviço em menos de seis minutos.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.