Paraná responde por grande parte dos ovos incubáveis do Brasil

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Em segundo lugar ficou com Goiás graças a um aumento de produção de 1,32%, superando São Paulo, no momento colocado na terceira posição.

Absolutamente normal. Como maior produtor brasileiro de carne de frango, o estado do Paraná é, também, o maior produtor de ovos incubáveis: no primeiro semestre de 2021 respondeu por quase 25% da produção nacional, participação que correspondeu a mais de 90,5 milhões de dúzias produzidas no Estado.

O anormal, nesse segmento, é constatar que o posto de segundo maior produtor de ovos férteis do Brasil está sendo ocupado, agora, pelo estado de Goiás. Que, graças a um aumento de produção de 1,32%, superou a produção de São Paulo, no momento colocado na terceira posição.

Por sinal, Goiás – entre as 17 Unidades Federativas apontadas pelo IBGE como produtoras de ovos férteis (de corte e de postura, para produção de pintos reprodutores e comerciais) –está entre as poucas UFs que, no semestre passado, aumentaram o volume produzido. Ou seja: a maior parte reduziu a produção, o que inclui Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, quatro dos cinco maiores produtores brasileiros de ovos férteis.

Mato Grosso, Ceará, Bahia, Tocantins e Paraíba completam o quadro das UFs com redução de produção.

Em sentido oposto, além de Goiás aumentaram a produção no semestre Minas Gerais, Mato Grosso do Sul , Pernambuco, Distrito Federal, Piauí e Pará.

No rol das UFs produtoras, o IBGE inclui ainda Rio de Janeiro e Maranhão, cuja produção não é especificada, por contarem com apenas um estabelecimento produtor. Sergipe foi incluído entre os produtores de ovos férteis somente em 2021.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com