Pecuarista pode infectar seu gado com Coronavírus?

Pecuarista pode infectar seu gado com Coronavírus?

PARTILHAR
vaqueiros-tocando-boiada
Foto: Beto Monteiro

Embrapa lança documento com dicas importantes de prevenção de Coronavírus para pecuaristas de corte, além de esclarecer várias dúvidas

A doença do coronavírus 2019 (COVID-19) em humanos é causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2) que foi relatado pela primeira vez durante uma investigação de surto na cidade de Wuhan, na China, em dezembro de 2019, e se espalhou pelo mundo dando origem a uma pandemia global. Confira algumas perguntas e respostas que a Embrapa divulgou através de um documento recente.

É possível o trabalhador do campo se infectar pelo contato com animais?

Até o presente momento não foi relatado nenhum caso de infecção pelo novo coronavírus por meio de contato com animais domésticos. No entanto, como precaução é recomendável que pessoas infectadas com COVID-19 limitem o contato com colegas de trabalho e animais até que mais informações sejam conhecidas sobre o vírus.

A forma comprovada de contágio é de humano para humano mediante contato com gotículas exaladas por pessoas infectadas pelo coronavírus ou ao tocar objetos ou quaisquer superfícies (como mesas, maçanetas e celulares) que estejam contaminadas por essas gotículas e depois levar as mãos à boca, olhos ou nariz.

Como o trabalhador do campo deve agir em meio à pandemia do coronavírus?

Interessante assinalar que não há relato de que os animais sejam fonte de infecção do vírus da COVID-19 e, sim os seres humanos que estejam infectados, demonstrando sintomas ou não da doença. Assim, é importante que haja limitação na entrada de pessoas à propriedade rural e, se necessária a entrada, que se obedeça a medida de distanciamento mínimo de 2,0 metros entre as pessoas. Deve-se manter o manejo sanitário, seguindo as orientações e supervisão do médico veterinário, visando a saúde e bem-estar dos animais.

Os produtores rurais, assim como todas as pessoas, precisam seguir as orientações do Ministério da Saúde, adotando novos hábitos e cuidados, para diminuir o risco de infecção pelo vírus, e isso inclui também permanecer sempre informado sobre as notícias relacionadas à pandemia pelo novo coronavírus, por meio de fontes confiáveis como as autoridades de saúde locais e nacionais.

Quais são os cuidados que o trabalhador do campo deve ter?

  • Todas as pessoas, incluindo o trabalhador do campo devem se prevenir contra o contágio com o vírus, lavando frequentemente e cuidadosamente as mãos com água e sabão ou usar álcool 70% antes e depois do serviço.
  • Ao tossir ou espirrar, deve-se cobrir o nariz e boca com a parte interna do braço e evitar utilizar as mãos ou tocar em objetos de uso de trabalho.
  • Não levar as mãos à boca, nariz e olhos, principalmente após tocar em objetos ou superfícies expostas.
  • Não compartilhar objetos pessoais, como copos, talheres, cuia e bomba de tereré.
  • Evitar aglomerações, como conversas com várias pessoas perto umas das outras, por exemplo reuniões em bares, obedecendo a medida de distanciamento mínimo de 2,0 metros entre as pessoas.
  • Ao voltar para casa, deve-se retirar as roupas e sapatos e ir direto para o banho. Somente após o banho, se aproxime das pessoas da família. Se pegar na maçaneta e outros lugares da casa, celulares, chaves, etc, limpe com álcool 70% ou desinfetantes. As roupas devem ser lavadas e os sapatos higienizados com desinfetantes.
  • Vá à cidade somente em extrema necessidade e sozinho, para que seus familiares não corram o risco de se contaminar na cidade.
  • Ao retornar para a propriedade, evite muita gente no veículo e garanta que as janelas do veículo estejam abertas para circulação do ar durante a viagem. Ao chegar na propriedade, limpe o veículo internamente e repita os procedimentos de higiene que faz ao chegar do campo.
  • Pessoas que apresentem febre, tosse, dificuldade para respirar ou mal estar, devem permanecer em casa e ligar para o serviço de saúde da cidade mais próxima para orientações.
  • Proprietários de estabelecimentos rurais, familiares e outros que moram na cidade devem evitar o trânsito frequente entre zona urbana e rural, para evitar levar o vírus para o campo.

Quais são os sintomas do COVID-19?

Os sintomas mais comuns são febre, tosse, dificuldade respiratória, cansaço, entre outros sinais semelhantes à gripe. Ainda que a maioria dos infectados apresente quadros leves ou assintomáticos, algumas pessoas estão mais expostas a complicações e a morte. É o caso de idosos, portadores de doenças crônicas como diabetes e pressão alta, indivíduos em tratamento contra o câncer ou com a imunidade comprometida.

Para ter acesso ao documento, basta fazer o download clicando aqui.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.