Polícia descobre gado morrendo de fome em caminhão

PARTILHAR

O infrator também foi autuado administrativamente pela PMA e foi multado em R$ 90 mil por maus tratos aos animais. Veja a abordagem!

Na tarde de terça-feira (1º), caminhoneiro foi multado em Cassilândia, cidade a 430 quilômetros de Campo Grande, por deixar o gado que transportava mais de um dia inteiro sem água e sem alimento. O caminhão estava parado em um posto e testemunhas denunciaram o caso de maus-tratos.

Segundo as informações divulgadas até o momento, os animais estão recebendo assistência e alguns devem ser sacrificados por conta da situação em que se encontravam ao serem socorridos do caminhão boiadeiro. O infrator também foi autuado administrativamente pela PMA e foi multado em R$ 90 mil por maus tratos aos animais. O gado ficou nas mãos da Iagro.

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), equipe foi acionada pelo Iagro (Agência Sanitária Animal e Vegetal) por volta das 15h30. A denúncia era de que 30 animais bovinos estavam em um caminhão, parado em um posto de combustível, sem água ou alimentação há mais de 24 horas.

Os veterinários e os policiais foram ao local e identificaram que os bovinos estava já bastante debilitados. Além disso, permaneciam aglomerados no caminhão e cambaleantes, por estarem sem água ou alimento. Na nota fiscal e o GTA (Guia de Trânsito Animal) constava que o caminhão boiadeiro seguiria de Inocência até Coronel Sapucaia.

Os fiscais suspeitaram que o veículo estava parado por ter saído irregularmente para Goiás. O motorista contou que o veículo tinha parado de funcionar e, por isso, ele ficou no posto. No entanto, depois confessou que adulterou o caminhão para tentar burlar a fiscalização do Iagro e que realmente seguiria irregularmente para o estado vizinho.

Conforme os agentes, o motorista tinha retirado a mangueira de combustível para o caminhão não funcionar e ele fingir que estava quebrado, enquanto aguardava a fiscalização do Iagro sair da região de divisa com Goiás. Caminhão e o gado foram apreendidos e o motorista encaminhado para a delegacia.

Gado passou mais de um dia no caminhão sem água ou comida – (Divulgação, PMA)

O suspeito responderá por maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção. Ele ainda foi autuado administrativamente pela PMA e multado em R$ 90 mil pelo crime. O gado apreendido ficou aos cuidados do Iagro

Na nota fiscal e Guia de Transporte Animal (GTA), constava que o veículo carregara no município de Inocência e seguiria para o município de Coronel Sapucaia. Porém, os fiscais suspeitam que estava parado, porque sairia irregularmente para o estado de Goiás, o que é comum na região.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.