Polícia recupera 200 cab de gado com helicóptero, vídeo!

PARTILHAR

Mais de 200 cabeças de gado furtadas são recuperados em Mega Operação da Polícia Civil, que ganhou o nome de “Garrote”, veja o vídeo exclusivo que sensacional!

Em uma verdadeira Mega Operação, foram mais de 200 cabeças de gado recuperadas pela Polícia Civil durante a Operação Garrote, realizada na quarta-feira (25), em Alvorada D’Oeste (RO) na região central. Um suspeito foi preso. A polícia vem se unindo aos pecuaristas e órgãos competentes para tentar mitigar o efeito dessa criminalidade no campo!

De acordo com a polícia, as investigações começaram na delegacia de Presidente Médici (RO), após o delegado Henrique Bittencourt identificar semelhança entre vários registros de furtos de gado realizados na região. Confira o vídeo da mega operação que contou com helicóptero e muito mais!

A investigação descobriu que os animais eram levados para uma propriedade em Alvorada D’Oeste e pediu um mandado de busca e apreensão à Justiça. O pedido foi atendido e cumprido por policiais de Ji-Paraná (RO), Cacoal (RO) e Presidente Médici, com o do Núcleo de Operações Aéreas e a Agência Idaron.

No local, foram encontrados animais com diferentes marcas dos proprietários, além dos que tinham registrado os furtos. Infelizmente, ainda é grande a quantidade de animais que foram desaparecidos e que já foram abatidos neste comércio ilegal.

Um suspeito foi preso na ação, mas a polícia acredita que há uma quadrilha é formada por agricultores e até donos de açougues. O prejuízo estimado aos criminosos com a ação é de R$ 1 milhão, segundo a polícia.

Segundo a Polícia Civil, durante as investigações comandadas pelo delegado Dr. Henrique de Presidente Médici, conseguiram identificar uma quadrilha especializada no furto de gado na região central do estado. Uma fazenda que era utilizada para esconder os animais furtados foi identificada e uma pessoa foi presa.

Polícia Civil recupera mais de 200 cabeças de gado em Rondônia — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Polícia Civil recupera mais de 200 cabeças de gado em Rondônia — Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com o Delegado Thiago Flores, do Departamento de Polícia do Interior, as cerca de 200 cabeças recuperadas, apresentavam várias marcas diferentes, “o que faz presumir outras tantas vítimas que ainda não foram identificadas, mas agora com a prisão de um infrator que também aconteceu na manhã de hoje, possamos aí elucidar totalmente a dinâmica dos fatos e identificando as vítimas”, disse o delegado.

Polícia acredita que quadrilha especializada no furto desses animais é formada por agricultores e açougueiros. Apenas um homem foi preso e, por isso, apelamos as pessoas que digam não aos animais sem nota e a receptação de animais furtados.

NOTA DA POLÍCIA: POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO “GARROTE” E RECUPERA MAIS DE 200 ANIMAIS FURTADOS NA REGIÃO CENTRAL DO ESTADO DE RONDÔNIA.

A Polícia Civil do estado de Rondônia, por intermédio da Delegacia de Polícia de Presidente Médici -RO, desencadeou na manhã desta quarta-feira(24/03) a operação denominada “Garrote”, em combate a furtos de gado na região central do estado.

A ação policial resultou da prisão de um suspeito e na recuperação de mais de 200 animais que estavam escondidos em uma propriedade rural em Alvorada D´Oeste-RO.

As investigações foram presididas pelo delegado Henrique Mendonça Bittencourt, titular de Presidente Médici-RO. A autoridade policial confrontou várias denúncias de furtos gado na região de Ji-Paraná, Cacoal e Presidente Médici e encontrou relação entre elas.

Diante das informações de onde os animais poderiam estar escondidos, a autoridade policial representou pelo mandado de busca e apreensão na propriedade, sendo deferido pela Justiça. Na manhã de hoje, policiais civis de Presidente Médici, Ji-Paraná e Cacoal cumpriram a ordem judicial e confirmaram a suspeita.

A operação foi exitosa, os investigadores encontraram animais com diferentes marcas de proprietários, além dos que registraram as ocorrências de furto. O suspeito não soube explicar quem seriam os proprietários dos demais animais.

A Polícia Civil acredita que no envolvimento de uma quadrilha que vai de agricultores até donos de açougues. Estima-se que a apreensão gere um prejuízo de aproximadamente R$ 1.000.000,00 (hum milhão de reais) ao crime organizado. E as investigações continuarão na identificação dos demais envolvidos.

A Operação contou com o apoio do Núcleo de Operações Aéreas – NOA da Secretaria de Segurança Pública e da Agência de defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia – Idarom.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com