Policiais são presos por desvio de carne roubada

Policiais são presos por desvio de carne roubada

PARTILHAR
Polícia chega a um dos endereços da operação, em São Gonçalo — Foto: Fernanda Rouvenat/G1

Ao todo, 14 mandados de prisão foram expedidos contra policiais do 7º Batalhão (São Gonçalo). Um oficial da unidade está entre os presos.

Nove policiais militares foram presos, na manhã desta quinta-feira (13), durante a Operação Purificação, do MP-RJ e das polícias Civil e Militar, que visa a prender PMs flagrados por câmeras de segurança desviando a carga de dois caminhões frigoríficos roubados em São Gonçalo.

Ao todo, 14 mandados de prisão foram expedidos contra PMs, inclusive um oficial, suspeitos do crime. Os agentes também cumprem 55 mandados de busca e apreensão. A Polícia Civil afirma que o grupo desviou quase 12 toneladas de carne, no valor de R$ 88 mil.

O roubo aconteceu no dia 3 de maio. Investigação da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo e da 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar descobriu que policiais do 7º BPM (São Gonçalo) flagraram criminosos fazendo a descarga de dois caminhões, rendidos uma hora antes na BR-101 (Niterói-Manilha), na altura de Boaçu. Ao avistarem a viatura chegando, na Rua Bagé, os ladrões fugiram.

Segundo as investigações, em vez de seguir com os caminhões, as vítimas e a carga para a delegacia da área, onde o caso seria registrado, o grupo acionou outras viaturas, carros do serviço reservado e particulares e até um frete particular para transportar as caixas. Toda a dinâmica, que durou mais de três horas, foi flagrada por câmeras de segurança da rua.

Na manhã desta quinta, agentes da Polícia Civil encontraram entorpecentes no armário de PMs presos na ação.

Na 72ª DP (Mutuá), onde a ocorrência foi comunicada à Polícia Civil, foram apresentadas apenas 10 caixas, aproximadamente 180 kg, da mercadoria. Os caminhões levavam quase dez vezes isso, entre carne bovina, suína, frango e frios.

De acordo com o delegado Allan Duarte Lacerda, a investigação começou com a morte de um PM, baleado em tiroteio com ladrões de carga, no dia 4 de maio. “A partir daí, começamos a monitorar todas as ocorrências naquela região e tivemos acesso a uma delas, que ocorreu no dia anterior”, detalha. “Buscamos imagens de câmeras de monitoramento e, infelizmente, acessamos essa dinâmica envolvendo policiais militares”, explica.

Os suspeitos vão responder por crime de peculato-desvio – quando um funcionário público se apropria de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel. Os suspeitos podem pegar até 12 anos de prisão.

Câmera flagra carro da PM chegando com a caçamba vazia e, minutos depois, levando caixas de carne roubada; só uma pequena parte foi devolvida — Foto: Reprodução/TV Globo

Receptadores na mira

“As imagens mostram os assaltantes ingressando na comunidade, fazendo a escolta dessa carga. Os policiais militares foram acionados e se dirigiram até o local, interceptando a carga. Diversas viaturas, inclusive da polícia reservada, foram até onde a carga estava e retornaram. Nós temos imagens de viaturas com a caçamba cheia dessas cargas, indo e voltando, em diversas viagens”, revelou Allan.

Ao todo, os policiais realizaram 13 viagens, e alguns veículos foram usados mais de uma vez. “Temos informações dos destinos dessa carga. Nós estamos trabalhando agora para tentar identificar quem está receptando, e essas pessoas certamente serão indiciadas, e a prisão delas será requerida, porque elas estão fomentando o crime em São Gonçalo. Nós não vamos descansar enquanto o caso inteiro não for elucidado”, completou o delegado.

Fonte: G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com