Preço da carne vai subir com alta da carcaça no atacado

Preço da carne vai subir com alta da carcaça no atacado

PARTILHAR
carcaça
Foto Divulgação.

Ontem as cotações no mercado atacadista de carne bovina em São Paulo, sofreram correção e acabaram emplacando uma alta de R$ 0,20/kg (+1,04%).

Depois de muito tentar, finalmente a carcaça casada bovina passou a ser negociada a R$ 19,50/kg no mercado atacadista de carne bovina em São Paulo, emplacando uma alta de R$ 0,20/kg (+1,04%). O que se relata são estoques muito pequenos do produto na categoria do animal castrado, o que deve pressionar ainda mais as cotações. Entretanto, o fluxo de saída segue sendo mínimo. 

Na B3, o dia foi de realização de lucros. O maio/21, contrato mais negociado do dia, fechou a R$ 313,00/@, desacelerando 0,62% na comparação diária. Enquanto os futuros derraparam ligeiramente, no físico começam a aparecer no radar negociações do boi gordo em R$ 325,00/@ em São Paulo, mas ainda sem força suficiente para alterar a referência de R$ 320,00/@ para o animal destinado à exportação.

Soja

A depreciação do dólar sobre o real e a desvalorização da commodity no mercado internacional trouxeram o preço da oleaginosa em Paranaguá/PR para R$171,00/sc.

A desvalorização das cotações da soja no mercado internacional se dá pelos ajustes de posição diante da expectativa de divulgação do relatório de oferta e demanda do USDA. O contrato de maio/21 encerrou o pregão em US$14,08/bu recuando 0,7% no dia.

Milho

Em movimento de alta regido pelo cenário do mercado interno, o cereal se aproxima de R$95,00/sc em Campinas/SP. Em sessão de realização de lucros após 4 dias consecutivos de altas, as cotações futuras do milho encerraram o pregão desvalorizando com o contrato maio/21 recuando 0,85% e fechando em R$98,94/sc.

Em Chicago o movimento das cotações também foi positivo impulsionado pela indefinição de oferta frente à demanda crescente pelo cereal. O contrato maio/21 fechou em US$5,62/bu, valorização diária de 1%.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com