Preço do leite no RS sobe 6,7% em junho com queda na...

Preço do leite no RS sobe 6,7% em junho com queda na captação durante greve

PARTILHAR

O aumento foi puxado pelo leite UHT, de forte consumo no Estado, que se valorizou 14,71%

O preço do leite ao produtor do Rio Grande do Sul subiu 6,76% em relação a maio. O valor de referência apontado pelo Conseleite-RS passa a ser de R$ 1,1781 o litro, ante R$ 1,1035 no mês anterior. O aumento foi puxado pelo leite UHT, de forte consumo no Estado, que se valorizou 14,71%.

Também registraram alta requeijão (10,54%), queijo mussarela (8,74%), leite condensado (8,33%) e queijo prato (6,78%). “A tendência é que os valores se mantenham nesse novo patamar motivados pelo aumento de consumo, típico dos meses de inverno, e pela alta do dólar que impacta diretamente nos custos e ajuda a travar a importação de lácteos”, diz em nota o vice-presidente do Conseleite e presidente do Sindilat, Alexandre Guerra.

Ele lembra também que muitas vacas que estavam em fase de lactação foram “secas” propositadamente no período da greve dos caminhoneiros, o que influenciou o volume captado.

Levantamento do Conseleite indica que as indústrias gaúchas comercializaram em maio 108 milhões de litros, volume 16,7% menor do que os 126 milhões de litros de leite de abril.

De janeiro a junho, ainda segundo o Conseleite, dez dos 13 produtos avaliados estão com valores abaixo do praticado no mesmo período do ano anterior: leite UHT (-5,48%), leite pasteurizado (-5,87%), leite em pó (-7,73%), leite condensado (-12%), bebida láctea (-3,19%), queijo mussarela (-11,49%), queijo prato (5,03%), requeijão (-4,49%), nata (-2,36%) e outros queijos (-16,51%). Apenas iogurte (6,19%), doce de leite (0,94%) e queijo minas (1%) estão acima dos indexadores de 2017.

POR ESTADÃO CONTEÚDO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com