Prefeito toma posse montado em boi no estilo vaqueiro

Prefeito toma posse montado em boi no estilo vaqueiro

PARTILHAR
Prefeito de Jacobina toma posse montado em boi e vestido com gibão de couro
Foto: Arquivo Pessoal

Tiago Dias reduz seu salário em 90% e até dezembro vai receber apenas um salário mínimo, diferente da remuneração de R$ 15 mil do cargo

O novo prefeito de Jacobina, Tiago Dias (PCdoB), escolheu um modo pouco usual atualmente para tomar posse na última sexta-feira (1º). Ele chegou à Câmara Municipal montado em um boi e vestido com um gibão de couro, traje tradicional do sertanejo.

Tiago é nascido e criado na zona rural e iniciou sua vida pública em 2009, quando foi eleito presidente da Associação Rural de Cachoeira dos Alves. Anos depois, com o desenvolvimento de atividades ligadas ao associativismo, as causas sociais e humanitárias, se elegeu vereador em 2012 e 2016, até que no último pleito conquistou o posto de prefeito da cidade.

Prefeito de Jacobina toma posse montado em boi e vestido com gibão de couro 1
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito da cidade de Jacobina, no norte da Bahia, baixou um decreto reduzindo o próprio salário em cerca de 92%. “Eu tomei algumas decisões já na pré-candidatura, e uma delas foi que eu iria reduzir o salário do prefeito para o mínimo. Pela sensibilidade que o homem público tem que ter, de que o trabalhador é trabalhador. 90% das pessoas em Jacobina e em outros estados do Brasil sobrevivem com um salário mínimo, diferente do prefeito. Eu tenho aqui carro à disposição, combustível à disposição, assessoria à disposição. Estou bem à frente do trabalhador e da trabalhadora nesse ponto. Então a gente tem que dar o exemplo”, disse ele.

“Não falei em campanha sobre o decreto, para não ser demagogo. E fiz quando tive à disposição o Diário Oficial, para publicar a decisão dessa medida. Estou realizado, contente e feliz. Porque o homem público, o prefeito, ele não está nem acima e nem abaixo do trabalhador e da trabalhadora, tem que estar lado a lado. Não adianta no discurso a gente colocar que está trabalhando para o povo, se não viver como o povo vive”, argumentou.

Com a redução salarial, o retorno do dinheiro para os cofres públicos é de cerca de R$ 170 mil. O prefeito disse que esse dinheiro será investido em instituições que prestam apoio a crianças em situação de vulnerabilidade social.

“Já estão todos atentos, para que esse recurso que vai retornar do meu salário seja distribuído proporcionalmente para as instituições que cuidam de crianças vulneráveis. Algumas nós já temos convênios, do município com a instituição. Aí a minha equipe está vendo se vai arquivar nesses convênios, abrindo novos recursos, ou se vão abrir novos convênios para os repasses. A gente vai cuidar disso até o final do mês”, disse.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.