Produção de bezerros Devon pode ser um bom negócio

Produção de bezerros Devon pode ser um bom negócio

PARTILHAR
Mariana Moura Cherubini tocando o gado devon
Foto: Bezier Filmes

Criadores da raça Devon estão otimistas com o mercado aquecido e projetam aumento da procura por animais jovens e fêmeas

O mercado em alta da bovinocultura de corte é um momento único para a pecuária brasileira. Situações como grande procura por parte dos frigoríficos e a demanda crescente por gado em pé, atrelados a outros fatores, vem resultando em preços considerados elevados na comercialização da carne bovina. No Rio Grande do Sul, nos últimos 12 meses, a cotação dos terneiros surpreendeu, com 47% de alta desde novembro de 2019, segundo levantamento do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa). Uma das consequências dessa nova realidade é a valorização da pecuária de cria, incluídas aí as vacas prenhas e com cria ao pé. Dados do Fundesa indicam também que, dos 1,595 milhão de animais abatidos nos frigoríficos gaúchos entre janeiro e setembro de 2020, praticamente a metade é de fêmeas. Esse aumento no abate de fêmeas pode resultar em menor produção de terneiros mais à frente.

A demanda por terneiros está fortemente aquecida principalmente na região Sul do Brasil, onde é forte a presença das raças europeias. “Esses animais também estão sendo procurados para exportação, o que traz uma expectativa muito promissora para a produção de terneiros, onde as raças Devon e Bravon têm participação importante para a produção dessa genética de qualidade”, avalia Gilson Hoffmann, vice-presidente comercial da Associação Brasileira de Criadores de Devon e Bravon (ABCDB).

A atual realidade deve impulsionar, também, o interesse por fêmeas e reprodutores. E leva a um clima positivo entre os criadores, especialmente quem faz as etapas iniciais do ciclo. “A pouca disponibilidade de terneiros nos traz uma expectativa de venda muito boa para mais adiante. Eu trabalho com reprodutores e fêmeas PO, vejo isso como uma oportunidade”, afirma o pecuarista Alyrio Dias de Quadros, da Cabanha Lajeado Bonito, de Bom Jesus (RS), que tem 30 anos de experiência com a raça Devon nos Campos de Cima da Serra.

A busca de uma pecuária com maior produtividade passa por terneiros de qualidade que as Raças Devon e Bravon produzem . “Se a tendência de pouca oferta de terneiros se confirmar, ganha mercado quem se antecipar e investir na produção de mais terneiros. Pode ser um bom negócio para os criadores porque os preços seguem elevados e não vemos sinal de que vá ceder”, avalia Simone Bianchini. “É o mercado quem dita as regras”, completa a dirigente.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.