Programa quer fortalecer a produção de leite

PARTILHAR
leite ubere teto
Foto: Divulgação

Agroleite é constituído por três projetos complementares: Transtec, Inovatec e Consultec que juntos somam aproximadamente R$ 28 milhões em investimentos.

Com o intuito de fortalecer a cadeia produtiva do leite no Estado, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), lança nesta quinta-feira (12), no município de Machadinho d’Oeste, o Programa Agroleite, criado para atuar na melhoria da gestão, da produtividade e da qualidade, por intermédio do aperfeiçoamento profissional e gerencial, pesquisa e transferência de tecnologia, aplicação de práticas modernas, agregação de valor, visando ampliação e acesso a novos mercados de forma sustentável.

O Programa Agroleite é uma iniciativa do Executivo Estadual, desenvolvido pela Seagri, aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento do Agronegócio Leite do Estado de Rondônia (Condalron), em parceria com a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Agroleite é constituído por três projetos complementares: Transtec, Inovatec e Consultec que juntos somam aproximadamente R$ 28 milhões em investimentos na cadeia produtiva do leite, recursos provenientes do Fundo de Investimento e Apoio ao Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira do Estado de Rondônia (Fundo Proleite).

O projeto Transtec é executado em parceria com a Embrapa em Rondônia e tem como objetivo contribuir para o fortalecimento da cadeia produtiva do leite por meio de pesquisa científica, validação e transferência de tecnologias voltadas para a melhoria de eficiência dos sistemas de produção de leite no Estado. Para a execução do Transtec será investido o valor de R$ 3.203.493,00.

O Inovatec, realizado em conjunto com o Sebrae, é um projeto que propõe ações voltadas para o desenvolvimento da inovação e tecnologia na atividade leiteira em Rondônia, buscando a criação de um ecossistema de melhoria continuada, por meio de incentivo da educação empreendedora no campo e no desenvolvimento de eventos mais assertivos, modernos, atraentes às novas gerações ligadas à família do produtor, gerando valor aos atores da cadeia produtiva.

O Agroleite vai atuar na pesquisa e transferência de tecnologia, aplicação de práticas modernas e aperfeiçoamento profissional. 

Seu outro viés é de incentivo à melhoria genética com práticas de Inseminação Artificial em Tempo Fixo ( Iatf) e Fertilização in Vitro (FIV). Será investido o valor de R$ 8.610.235,00 na execução do Inovatec.

O projeto Consultec, executado pela Emater, visa desenvolver a cadeia produtiva da bovinocultura leiteira com consultorias e capacitação continuadas com extensionistas para prestar assistência em gerenciamento financeiro e zootécnico em mais de duas mil propriedades rurais que atuam no setor em Rondônia. No total, será investido no projeto o valor de R$ 16.038.136,85.

“O Programa Agroleite está sendo desenvolvido com o apoio de grandes parceiros capacitados para desenvolver excelentes trabalhos para o crescimento da cadeia produtiva do leite. Iremos atuar em todas as áreas da cadeia leiteira, na pesquisa, na implantação de novas tecnologias e até em consultoria e capacitação para orientar nossos produtores rurais. É um grande programa que atenderá produtores de todo o Estado”, informou o secretário da Seagri, Evandro Padovani.

Durante a cerimônia de lançamento do programa, os participantes terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cadeia leiteira rondoniense. A partir das 9h será apresentado durante a “Prosa Técnica” as oportunidades e desafios da cadeia produtiva do leite com a participação de técnicos, especialistas e produtores de leite que trabalham há anos no setor.

As informações são do Governo de Rondônia, adaptadas pela equipe MilkPoint. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com