Programa Semente Legal emite primeiro selo para Feijões

PARTILHAR
Foto: Divulgação

As primeiras etiquetas já adicionadas às suas sacarias permitem, a partir de agora, que o consumidor tenha a segurança e garantia nas suas sementes.

O programa Semente Legal – parceria entre o Instituto Brasileiro do Feijão, Pulses e Colheitas Especiais (IBRAFE) e a CEPTIS Agro – certificou a primeira sementeira de Feijão na última semana. A equipe da Sementes Cittolin participou de um treinamento sobre a utilização da plataforma de rastreabilidade e ativação dos selos nas suas embalagens. 

As primeiras etiquetas já adicionadas às suas sacarias permitem, a partir de agora, que o consumidor tenha a segurança e garantia nas suas sementes, atentando que se trata de um produto com origem e qualidade garantidos, por meio da transparência dos seus processos e comprovados por uma certificadora.

O proprietário da Sementes Cittolin, Airton Cittolin, acredita que como adequou os processos da empresa de acordo com as exigências do programa Semente Legal espera um crescimento significativo com a implementação do selo. 

“Não pensamos duas vezes em aderir ao programa, pois o Semente Legal veio bem ao encontro daquilo que eram nossos objetivos para a empresa, queremos que o produtor saiba como respeitamos o setor feijoeiro”, afirmou Cittolin. 

A sementeira tem apostado nos Feijões especiais e conta com uma parceria para exportação de grãos para seus clientes por meio de contratos.

Foto: Divulgação

A CEPTIS Agro é a empresa que fornece a tecnologia para o Semente Legal, creditada pelo Ministério da Agricultura (MAPA) para verificar a origem e qualidade. O coordenador de operações da empresa, Tiago Pilon , explica que a execução do checklist que é baseado nos protocolos estabelecidos para cada programa (neste caso para os Feijões e as Pulses) contribui ativamente para o desenvolvimento dos processos produtivos e de gestão das empresas participantes, uma vez que esse checklist se baseia em normas, procedimentos e boas práticas do setor.

Segundo ele, as evoluções observadas refletem direta e indiretamente em ganhos operacionais e em marketing de venda, uma vez que contribuem para redução e otimização de custos operacionais e melhoram substancialmente a credibilidade, um dos principais argumentos de venda junto aos produtores e revendas. 

A engenheira agrônoma do IBRAFE, Fernanda Chemim, que esteve presente no treinamento da Cittolin, afirma que a ideia, nascida do próprio setor sementeiro, é colocar a rastreabilidade, não apenas por autodeclaração, mais efetivamente certificada, não só para trazer garantia e confiabilidade para o produtor mas dar base a rastreabilidade do produtor final no pacote nas gondolas dos supermercados. Há benefícios também quanto a exportação do grão, viabilizando assim a diversificação de Feijões e construindo um mercado mais estável de produção para este setor no Brasil. 

Foto: Divulgação

Incentivo à pesquisa

A Ministra da Agricultura Tereza Cristina já conhece o sucesso do Semente Legal, já implementado com estrondoso sucesso nas sementes forrageiras. Os sementeiros daquele setor comemoram hoje o sucesso do programa, a EMBRAPA comemora os novos investimentos em pesquisa e desenvolvimento, e os produtores comemoram a tranquilidade e produtividade que vem junto com o selo que atesta a qualidade.  

Durante a semana de treinamento em Cascavel, também foi destacada a questão da importância dos pagamentos de royalties para incentivar e patrocinar a pesquisa e desenvolvimento de novas cultivares para que a produção da cultura não estagne frente às outras culturas. Combater a pirataria, abrirá oportunidades de investimento para cooperativas associações de produtores e empresas privadas em geral em pesquisa e melhoramento. Foi enfatizada também a necessidade e possibilidade de dar nome e sobrenome aos Feijões nas notas fiscais, algo que hoje não acontece, bem como da diversificação dos feijões.

“Parabenizamos a Sementes Cittolin por ser a pioneira neste ‘novo modo de produzir’ e por pensar de forma coletiva na cadeia onde todos ganham”, finalizou A engenheira agrônoma. O IBRAFE informou que há uma lista de sementeiras que estão em faze final de adequação técnica e que em breve novas empresas serão anunciadas.

Fonte: Ibrafe

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com