Projeto da Embrapa coloca o boi na sombra

Projeto da Embrapa coloca o boi na sombra

PARTILHAR
carne carbono neutro embrapa
Foto: Fabiano Bastos

Carne Carbono Neutro (CCN), parceria Público-Privada foi apresentada na Fazenda Boa Aguada do Grupo Mutum em Ribas do Rio Pardo, MS.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Marfrig Global Foods estão estabelecendo uma aliança estratégica para fortalecer a descomoditização da carne bovina brasileira por meio dos conceitos produtivos Carne Carbono Neutro (CCN) e Carne de Baixo Carbono (CBC), marcas desenvolvidas pela Embrapa para certificação de carnes produzidas em sistemas que neutralizam ou reduzem a emissão de metano emitido pelos animais.

A  “Carne Carbono Neutro” (CCN) é uma marca-conceito, parametrizável e auditável, que visa atestar a carne bovina produzida em sistemas de integração do tipo silvipastoril (pecuária-floresta) ou agrossilvipastoril (lavoura-pecuária-floresta), por meio de uso de protocolos específicos que possibilitam o processo de certificação. Seu principal objetivo é garantir que os animais que deram origem ao produto tiveram as emissões de metano entérico compensadas durante o processo de produção pelo crescimento de árvores no sistema. Além disso, garantir, pela presença de sombra, que os animais estavam em ambiente termicamente confortável, com alto grau de bem-estar, preceitos que fortalecem a marca e que estão intimamente ligados ao marco referencial da ILPF.

Governador Reinaldo Azambuja esteve presente no evento.

 esta tecnologia é inovadora e 100% brasileira, não havendo iniciativas similares, à época de sua proposição, no mercado.

Projetos como esse aproximam a ciência do campo, assumindo o compromisso de celeiro do mundo e elevar a produção de carne brasileira com sustentabilidade e trazer ao mundo a mensagem de que o agronegócio brasileiro produz com responsabilidade e não devasta a natureza.

Selo de sustentabilidade e bem-estar animal pode gerar ganhos de até R$ 3,11 na @ (valores atuais).

Esse tipo de projeto mostra o trabalho sério que é feito dentro das fazendas, números apontados pela Nasa mostram que Brasil usa somente 7,6% do seu território com lavouras e parcerias como essa mostram a preocupação brasileira com a sustentabilidade do agronegócio.

Leia também

Porque usar sistemas ILPF?

  • recuperação das pastagens degradadas;
  • diminuição de abertura de novas áreas e desmatamento;
  • aumento do teor de matéria orgânica no solo e melhoria na qualidade da forrageira;
  • rotação de culturas em áreas de lavoura;
    ampliação da receita do produtor (ILPF);
  • aumento da biodiversidade;
  • redução de emissão de gases de efeito estufa;
  • aumento do sequestro do carbono;
  • ambiência, conforto térmico (até 9 graus de diferença) e bem-estar animal;

O que é bem-estar animal (BEA)?

Existem algumas variáveis que envolvem o bem-estar animal, fator essencial para o desenvolvimento e melhora da pecuária brasileira, entre eles estão: nutrição, sanidade, ambiência (atmosférica, acústica, lumínica, térmica) e outros fatores como instalações e práticas de manejo.

Confira as 50 perguntas, 50 respostas sobre a Carne Carbono Neutro (CCN) produzido pela Embrapa.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com