Qual a importância de avaliar o pH da água para irrigação?

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Ter um pH inadequado em seu substrato pode causar diversos danos à cultura, incluindo alteração do crescimento, necrose das folhas ou clorose nas plantas.

Se você é agricultor ou funcionário de fazenda é indispensável saber a importância de avaliar o pH da água para irrigação. A água é fundamental para qualquer processo produtivo, entretanto se preocupar com o pH é um fator importante para manter o equilíbrio de todo um sistema. 

Uma planta só é capaz de absorver os nutrientes se o solo estiver em condições propícias. Por isso, monitorar e realizar o controle precisa estar entre as demandas de rotina de um sistema de irrigação. Continue a leitura deste artigo para entender melhor essa relação entre pH da água e solo!

Por que avaliar o pH da água?

Ter um pH inadequado em seu substrato pode causar diversos danos à cultura, incluindo alteração do crescimento, necrose das folhas ou clorose nas plantas. Para evitar que o substrato da sua cultura possa afetar a saúde geral e a qualidade da planta, é importante manter o pH equilibrado.

Não é novidade que a água é essencial para o plantio. Contudo, ela ainda é a melhor escolha para regular o pH do solo. Mas, mesmo assim, é preciso ter cuidado já que o pH da água tem influência direta nessa questão, pois possui seu próprio teor alcalino, ácido ou neutro.

Embora algumas plantas exijam um solo com o pH mais ácido ou básico, a maioria dos cultivos têm níveis recomendados de pH entre 5,5 e 7, variando de levemente ácido a neutro. 

O uso da água para alterar o pH do solo

O pH da água para irrigação é determinante para a nutrição da plantação, uma vez que as plantas absorvem seus nutrientes através dele. Muitas vezes o pH do solo está em desacordo com as necessidades das plantas. Neste caso, utilizar a água, como um terceiro fator,  é uma das maneiras de proporcionar o equilíbrio.

Além de ser uma forma de tratamento de equilíbrio mais barato, também é  menos nocivo ao solo. A lógica é bem simples: em um solo alcalino, a água deve apresentar um pH mais ácido e vice-versa.

Portanto, nestes processos, os compostos são introduzidos na água e em seguida são misturados ao solo de maneira natural, sem a necessidade de produtos químicos. A estratégia é ideal para o sistema de adubação orgânica, pois dispensa o uso de agrotóxicos e outros elementos sintetizados para regularem o pH, utilizando apenas a água como fator modificante.

Como monitorar o pH da água para irrigação

O profissional que trabalha com sistema de irrigação precisa monitorar todas as etapas. No caso do controle do pH da água, recomenda-se que o responsável por essa função na fazenda use um medidor de pH, conhecido como pHmetro. Esse aparelho é essencial para o controle da produção orgânica e convencional. 

Em um primeiro momento deve-se realizar a coleta de um pouco da água a ser analisada. Em seguida é feita a inserção do aparelho na água coletada, verificando qual é a medida no momento. Além do pH, também é possível saber a temperatura. Quanto maior a temperatura da água, menos oxigênio ela terá. 

Com os dados em mãos o produtor pode analisar quais são as necessidades do solo e chegar ao número ideal para aquele cultivo em específico. O uso desses aparelhos também é indicado para o controle constante, pois com o passar do tempo o pH da água e do solo podem se modificar. 

Se você quer ir além da equalização de pH, aprendendo sobre os sistemas de irrigação para escolher aquele que melhor atenderá à sua demanda, o Curso de Projetos de Sistemas de Irrigação é uma ótima opção para te direcionar. 

Fontes: Hanna Instruments, Irrigat, Ciclo Vivo, Laborsolo.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com