Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Descubra o melhor momento para semear milho e garantir uma boa colheita

A semeadura depende de vários fatores, entre eles, as fases da lua. Muitos agricultores seguem o calendário lunar para plantar e colher, acreditando influenciam o desenvolvimento das plantas. Mas será que isso é verdade?

A história do milho no Brasil é bem interessante, pois conseguimos cultivar pelo menos duas safras em um único ano agrícola. Em alguns lugares, acredite se quiser, até rola uma terceira safra de milho, algo que agora está até nos registros do governo. Para saber quando é a hora certa de plantar em cada região, é uma verdadeira dança com vários fatores. Vamos dar uma olhada mais de perto em alguns deles.

Qual é a melhor lua para plantar milho?

Muitas pessoas acreditam que as fases da lua podem influenciar o crescimento das plantas e, por isso, seguem um calendário lunar para plantar e colher. Segundo essa crença, a lua crescente seria a ideal para semear as culturas que se desenvolvem acima do solo, como o milho, o trigo e a soja.

Mas será que isso é verdade? Em 2021, uma equipe de professores da Universidade de Valência fez uma análise de mais de 100 estudos publicados sobre o tema e chegou a uma conclusão: não há evidências científicas de que a lua afete o ciclo vegetal.

“Como educadores, nos preocupa a difusão da pseudociência entre a população, especialmente entre os docentes. Muitos desses mitos estão apenas baseados nas tradições agrícolas e no senso comum”, dizem os pesquisadores no artigo publicado na revista Agronomy.

Condições climáticas

O clima na hora de plantar é muito importante para o produtor rural. Ele precisa observar se o solo está seco ou úmido demais, se choveu pouco ou muito, para saber quando é melhor colocar as máquinas no campo.

No Cerrado, que fica na região central do Brasil, as geadas não acontecem e o calor é maior, como mostram os estudos da Embrapa. Por isso, a melhor época para plantar pode variar entre setembro e novembro, dependendo de quando começam as chuvas.

“Quando o tempo ajuda e o plantio é feito em outubro, a produtividade costuma ser mais alta. Mas se o plantio atrasa, o ciclo da cultura diminui e a produção por área também. Pesquisas no Brasil Central indicam que, conforme a cultivar, cada dia de atraso no plantio pode gerar uma perda de até 30 kg de milho por hectare”, explica a Embrapa.

Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC)

O Zarc (Zoneamento Agrícola de Risco Climático) é um programa que identifica as áreas produtivas do Brasil de acordo com as condições climáticas e define o melhor período de plantio. O Zarc ajuda os produtores a saberem quando plantar o cereal de forma adequada e também serve como base para análise de risco e de ressarcimento do Proagro e do seguro rural.

Os especialistas consideram o zoneamento baseados em níveis de risco de perdas causadas pelo clima. Eles também levam em conta os ciclos de crescimento das variedades. Segundo a Embrapa, é a principal referência de calendário de plantio.

O Zarc (Zoneamento Agrícola de Risco Climático) é um programa que identifica as áreas produtivas do Brasil de acordo com as condições climáticas e define o melhor período de plantio. O Zarc ajuda os produtores a saberem quando plantar o cereal de forma adequada e também serve como base para análise de risco e de ressarcimento do Proagro e do seguro rural.

Os especialistas consideram o zoneamento baseados em níveis de risco de perdas causadas pelo clima. Eles também levam em conta os ciclos de crescimento das variedades. Segundo a Embrapa, é a principal referência de calendário de plantio.

Safra de verão

A segunda safra de milho no Brasil, a mais volumosa, é plantada logo após a colheita da soja, principal cultura agrícola no país. Às vezes, a plantadeira do cereal entra na lavoura logo depois da colheitadeira da oleaginosa.

Assim, o desenvolvimento de uma cultura pode influenciar na janela de plantio da outra. Em geral, se o plantio da soja atrasa, por algum motivo de clima ruim, a colheita do grão também tende a ser mais demorada. E, com isso, a semeadura do milho de segunda safra.

Ainda de acordo com a Embrapa, o plantio do milho de segunda safra não tem uma data fixa. Normalmente, o ciclo ocorre de janeiro a abril e, além da soja, pode depender também dos ciclos de outras culturas, como o feijão.

“O planejamento do milho safrinha começa com a cultura de verão, buscando liberar a área o mais cedo possível. Quanto mais tarde for o plantio, menor será o potencial e maior o risco de perdas por problemas climáticos (seca e/ou geadas). Isso faz dela uma cultura de alto risco”, afirma a Embrapa.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Ana Gusmão sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM