Recompensa para encontrar 150 cabeças de gado roubadas

Recompensa para encontrar 150 cabeças de gado roubadas

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Mais de R$ 500 mil, esse foi o prejuízo da Estância 91, propriedade rural que teve mais de 150 cabeças de gado furtadas a poucos dias. Produtor pede ajuda!

Cerca de 140 cabeças de gado foram furtadas na fazenda Estância 91, localizado na zona rural de Acorizal (62 km ao Norte). Segundo o proprietário, o prejuízo foi de aproximadamente R$ 500 mil. Infelizmente a insegurança no campo está cada dia pior e não há política pública que vise o combate a esses crimes.

De acordo com o boletim de ocorrência, o caseiro da fazenda fez o rodeio do gado na segunda-feira, do dia 25 de maio, para que o proprietário que mora em Cuiabá, pudesse vacinar na quinta-feira, do dia 28 de maio. Ao chegar no local, o proprietário não encontrou os animais e percebeu que o arame que faz divisa com mais duas fazendas havia sido cortado.  

Fazendeiro que teve 140 cabeças de gado furtada calcula prejuízo de R$ 500 mil.

O dono realizou buscas pelas fazendas vizinhas para verificar se alguém tinha visto algo suspeito, mas não obteve sucesso e então, constatou o furto. A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá investiga o caso.

Gado

Foram furtadas 140 cabeças de gado com a marca “91” na anca direita dos animais, dentre eles, 1 touro Nelore, 80 vacas paridas com 20 bezerros Nelore, 25 bezerras Nelores e 15 bezerras de dois anos.  

Quem souber informações sobre o furto, entre em contato pelo número 65 98413-8000 ou 197.

Violência no campo

A crescente onda de violência contra a população rural está mobilizando as entidades do agronegócio para iniciativas de proteção, reivindicação e organização social. Assaltos, furtos, sequestros, tiroteios já fazem parte do cotidiano da população da zona rural há algum tempo, e isso tem provocado uma mudança nos hábitos e costumes dos moradores do interior.

Agora, os itens de segurança que são comuns na área urbana, passaram a fazer parte do cenário das propriedades rurais. Alarmes, câmeras, cercas elétricas, entre outros itens dividem o espaço com equipamentos agrícolas em sítios, chácaras e fazendas.

Os produtores são vítimas de um sistema de segurança frágil que os faz sofrerem nas mãos de quadrilhas especializadas. No passado, os crimes se relacionavam ao roubo de animais, implementos agrícolas, maquinários, veículos, insumos e invasão de residências. Nos últimos anos, somaram-se também os estupros, latrocínios, assaltos, sequestros, roubos de veículos etc.

Esse problema está anulando uma série de conquistas da sociedade rural, como a eletrificação rural, o desenvolvimento das pequenas cidades do interior, construção de estradas, educação e saúde, comunicação e instalação de indústrias na zona rural, a tecnologia, os programas sociais dos governos estaduais e federal que contribuíram para a fixação do homem no campo e diminuição dos movimentos migratórios.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com