‘Reconstruir a Embrapa’ é uma das bandeiras do presidenciável Ciro Gomes

PARTILHAR
Ciro Gomes
Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência da República (Foto: Murilo Silva/Centro Acadêmico de Políticas Públicas/Ufabc)

A Embrapa também irá incorporar métodos mais científicos ao manejo sustentável de florestas, ao uso da biodiversidade para fins farmacêuticos

O nome de Ciro Gomes foi ratificado como candidato à presidência da República, este ano, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). A oficialização ocorreu nesta quarta-feira (20), na convenção realizada pelo partido. Esta é a quarta vez que Gomes tenta chegar ao comando do Palácio do Planalto, sendo que as anteriores foram em 1998, 2002 e 2018. Agora, confirmado como presidenciável, Ciro publicou, em seu site oficial, um projeto no qual apresenta suas propostas para o país. Ele listou 12 propostas centrais.

O pedetista cita o agronegócio no capítulo 11, intitulado “Brasil, potência verde”. O agro, no entanto, não é o destaque principal do plano de governo. Uma das propostas de Gomes seria “reconstruir” a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e outros, tais como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Segundo ele, essas instituições foram “desmanteladas pelo atual governo”.

A Embrapa é ainda mencionada outras vezes no projeto divulgado pela equipe de Ciro Gomes na internet. Fala-se do interesse em “promover o reflorestamento e o enriquecimento do solo de áreas degradadas”, utilizando o “know how” da instituição. Na visão do candidato do PDT, isso servirá para “diversificar a agricultura e favorecer um novo modelo de desenvolvimento agropecuário”.

O material do candidato a presidente da República ainda acrescenta: “a Embrapa também irá incorporar métodos mais científicos ao manejo sustentável de florestas, ao uso da biodiversidade para fins farmacêuticos e ao aproveitamento do nosso imenso potencial hídrico, sem necessidade de alagar grandes áreas”. Ainda é abordado o investimento em novas matrizes energéticas.

Por fim, também é mencionada pelo membro do PDT, a promoção de determinados produtos que ajudam a movimentar o agronegócio brasileiro — principalmente para oportunidades a quem vive na Amazônia.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com