Retenção da oferta faz milho ser negociado a R$ 98,50/sc

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Já na B3, o último pregão da semana encerrou em alta para os futuros do cereal, o vencimento jan/22 ficou valendo R$ 99,77, valorização de 0,45%.

Os preços do milho seguem firmes no mercado físico sustentados pelo posicionamento de retenção da oferta, com a saca em Campinas/SP negociada a R$ 98,50. Já na B3, o último pregão da semana encerrou em alta para os futuros do cereal, o vencimento jan/22 ficou valendo R$ 99,77, valorização de 0,45%.

O aumento da produção de etanol nos EUA motivou a valorização dos futuros do cereal em Chicago. O vencimento mar/22 ficou valendo US$ 6,16/bu, alta de 0,86%.

Boi Gordo

O mercado físico do boi gordo seguiu firme e estagnado por mais uma semana, isso por que do lado da ponta ofertante não há sinais de um aumento de bovinos aptos para o abate e na ponta demandante não há sinais de melhora do consumo interno, com isso o preço do boi gordo segue variando entre os R$ 335,00/@ e R$ 340,00/@ em São Paulo. 

Já na B3, o contrato com vencimento para fev/22 encerrou o dia cotado a R$ 338,35/@, com alta de 0,13% no comparativo diário.

No mercado atacadista paulista de carne bovina houve queda no ritmo das vendas, gerando um desafio para o escoamento da proteína durante a semana. Com a sazonalidade do mês marcando o mercado pelo consumo ainda mais fraco, as cotações dos principais cortes bovinos comercializados cederam as pressões e a carcaça casada bovina encerrou a sexta-feira cotada em R$ 19,50/kg.

Soja

Com suporte dos prêmios de exportação a soja em Paranaguá/PR retoma os R$ 180,00/sc diante dos movimentos opostos de dólar e Chicago.

Na CBOT, um movimento de correção fez os futuros da oleaginosa recuarem no último pregão da semana. O vencimento mar/22 ficou valendo US$ 14,14/bu, queda de 0,81%.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com