Ruralistas denunciam Minerva por possível oligopólio

Ruralistas denunciam Minerva por possível oligopólio

PARTILHAR
A Minerva defendeu, em nota, que segue todos os procedimentos para preservar o bem-estar dos animais (Foto: Ernesto Souza / Ed. Globo) A

Eles garantem que esses processos “estão afetando seriamente a lucratividade e a sustentabilidade do setor”. Veja a situação!

A Associação Rural do Paraguai emitiu uma declaração ao Presidente da Comissão Nacional da Concorrência (CONACOM) para iniciar “um estudo e investigação do nível de concentração no mercado de frigoríficos, dado que a partir dos processos de fusões e aquisições se começou a notar variações significativas no preço do gado ”.

Eles garantem que esses processos “estão afetando seriamente a lucratividade e a sustentabilidade do setor”.

Nesse sentido, os ruralistas apontam para a Minerva Foods, onde explicam que em 2017 compraram ou arrendaram 7 dos 14 frigoríficos que operavam no Paraguai, operando até hoje- quatro frigoríficos (Frigomerc, Refrigerador Único Comercial de Serviços, JBS Belén e Santo Antônio).

Eles detalham que o Minerva “apresenta alta concentração em junho de 2019, atingindo 2.276 pontos, com Índice de Dominância de 72,6%”, em relação ao indicador Herfindahl – Hirschman (IHH).

Eles asseguram que “esses níveis de concentração, o abuso da posição dominante e a prática de comportamentos abusivos, provavelmente são a explicação da inexplicável queda nos preços locais contra um aumento nos preços de exportação”, portanto, eles entendem que o fato “relevante” deve ser analisado pelo CONACAM, porque gera “ganhos econômicos significativos por meio de comportamentos abusivos.

Fonte: El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com