Safra de soja bate recorde com 124 milhões de toneladas

Safra de soja bate recorde com 124 milhões de toneladas

PARTILHAR
Foto: Embrapa

Segundo entidade, o país não produziu as 120,9 milhões de toneladas de soja como previsto até agora. Números de 2018/2019 também são alterados e surpreendem. Veja o que mudou em cada estado!

Em seu último levantamento da safra 2019/2020, a Companhia Nacional de Abastecimento confirmou o que todos já esperavam, o Brasil quebrou seu próprio recorde e produziu mais de 124 milhões de toneladas de soja. Vale ressaltar que este total já considera a revisão anunciada pela entidade para a cultura.

“A soja, que situa o país no patamar de maior produtor mundial, garante um novo recorde com a produção estimada em 124,8 milhões de toneladas e ganho de 4,3% em relação à safra 2018/2019”, afirma a entidade.

Com a revisão anunciada a safra deste ano que até então era estimada em 120,9 milhões de toneladas, salta para quase 125 milhões. O mesmo pode ser notado na safra anterior, que foi estimada em 115 milhões de toneladas no ano passado, mas agora foi revisada para 119,7 milhões de toneladas.

A área semeada se manteve intacta no relatório final, ou seja o Brasil plantou 36,9 milhões de hectares na safra 2019/2020, 3% a mais que as 35,8 milhões de hectares da 2018/2019.

Na verdade, o que gerou a grande alteração na produção foi a produtividade média do país. Nesta última versão revisada a produtividade média nacional foi estimada em 56,31 sacas por hectare, contra as 54,55 do relatório sem revisão. A safra 2018/2019 também foi revista, portanto a produtividade final daquela safra foi de 55,61 sacas por hectare, contra as 53,4 sacas da versão sem revisão. Com isso, a produtividade nacional da safra 2019/2020 cresceu 1,2% ante a safra anterior.

Por estados

Bom vamos começar pela revisão dos estados que apresentaram fortes quebras de safras tanto em 2018/2019, quanto em 2019/2020.

O Rio Grande do Sul viu sua estimativa de produção em 2019/2020 passar de 10,8 milhões de toneladas na versão inicial, para 11,4 na revisada. Isso representa uma quebra de 41,4% ante a temporada 2018/2019 onde se produziu 19,5 milhões de toneladas na versão revisada. A versão sem atualização apontava uma produção de 19,1 milhões de toneladas em 2018/2019.

O Paraná teve sua safra revisada para 21,5 milhões de toneladas em 2019/2020, um recorde histórico. Antes da revisão o número era de 20,7 milhões de toneladas. Confirmada a mudança a safra que se encerrou representou uma forte recuperação de 27,6% ante a temporada 2018/2019, que o estado registrou quebra por conta do clima. Na revisão aquele ano fechou com 16,9 milhões de toneladas produzidas, ante os 16,2 milhões de toneladas previstos inicialmente.

Confira abaixo tudo que mudou!

Fonte: Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com