Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Sindan projeta resultado positivo para o setor de saúde animal

Estimativa é de alta de 10% no faturamento em 2022 no Brasil, devendo alcançar R$ 10 bilhões em receita pela primeira vez na história do setor.

O ano de 2022 foi repleto de desafios que acompanharam as dificuldades da adaptação ao “novo normal” na pós-pandemia. As indústrias tiveram de passar por diversas adaptações e não foi diferente em relação ao segmento de saúde animal.

Apesar das adversidades observadas no período, de acordo com o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), há uma estimativa de crescimento de 10% no faturamento do setor neste ano, o que deve elevar as receitas das indústrias a um patamar superior a R$ 10 bilhões pela primeira vez na história.

Algumas questões macroeconômicas impostas pela pandemia, tais como a elevação dos custos dos insumos – considerando os ingredientes ativos, cotados em dólar – até itens menos visíveis aos consumidores, como o isopor, papelão, entre outros, exigiram que as indústrias se adequassem para que esse aumento não fosse repassado na integralidade aos consumidores, aponta o Sindan.

De acordo com Emílio Salani, vice-presidente Executivo do Sindan, o crescimento do segmento está diretamente relacionado à questão da saúde animal, “importante tanto para a manutenção do bem-estar dos nossos pets, hoje considerados verdadeiros membros da família, quanto para manter a sanidade dos animais de produção e a qualidade das proteínas produzidas no Brasil”.

Para o sindicato, outro destaque do ano foi o fortalecimento da campanha Olhos Abertos, que promove o combate à pirataria de medicamentos veterinários e, este ano, foi ampliada das redes sociais para todas as revendas localizadas no Brasil.

A campanha deve ganhar ainda mais destaque em 2023, graças à parceria firmada com o Conselho Federal de Medicina Veterinária para a divulgação dos materiais junto aos seus associados.

“Os resultados foram muito além do que poderíamos esperar vivendo um cenário repleto de incertezas. Depois deste ano, temos ainda mais resiliência para seguir buscando o desenvolvimento sustentável do setor de saúde animal, o reconhecimento da sociedade e a melhoria dos negócios de todos os nossos associados”, conclui Salani.

Fonte: Ascom Sindan

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM