Soja: preço tem leve alta no mercado físico, confira!

Soja: preço tem leve alta no mercado físico, confira!

PARTILHAR
semente de soja
Foto: Divulgação

À espera do relatório do USDA e com dólar em queda, os agentes se retraíram e os volumes negociados foram limitados, segundo a consultoria Safras.

O mercado brasileiro de soja teve um dia de poucos negócios e de preços voláteis nessa quinta-feira, 9. De acordo com a consultoria Safras, à espera do relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e com dólar em baixa, os agentes se retraíram e os volumes negociados foram limitados e para 2021.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos caiu de R$ 115 para R$ 114,50. Na região das Missões, a cotação baixou de R$ 114,50 para R$ 114. No porto de Rio Grande, o preço seguiu em R$ 118. Em Cascavel (PR), o preço subiu de R$ 109,50 para R$ 109 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca avançou de R$ 115 para R$ 115,50.

Em Rondonópolis (MT), a saca avançou de R$ 109 para R$ 109,50. Em Dourados (MS), a cotação permaneceu em R$ 110. Em Rio Verde (GO), a saca estabilizou eme R$ 106.

Contratos futuros

A soja fechou esta quinta-feira, 9, com preços mais altos na Bolsa de Chicago. De acordo com a consultoria Safras, a previsão de clima seco e temperaturas elevadas no cinturão produtor dos Estados Unidos sustenta as cotações, em dia de posicionamento de carteiras frente ao relatório de julho do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado nesta sexta-feira, 10.

“Os mais recentes boletins apontam para condições climáticas desfavoráveis nas próximas duas semanas, o que poderá comprometer o potencial produtivo da safra americana. Há necessidade de chuva em importantes estados produtores, como Illinois, Indiana e Ohio”, diz.

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com alta de 4 centavos ou 0,44% em relação ao fechamento anterior, a US$ 8,96 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 9,01 por bushel, com ganho de 4,25 centavos ou 0,47%.

Nos subprodutos, a posição agosto do farelo fechou com alta de US$ 3,50 ou 1,19% a US$ 297,30 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em agosto fecharam a 28,29 centavos de dólar, baixa de 0,26 centavo ou 0,91% na comparação com o fechamento anterior.

Fonte: Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com