Soja: Sem negócios, mas bombando, diz Agrifatto

Soja: Sem negócios, mas bombando, diz Agrifatto

PARTILHAR
Foto Divulgação. Fonte: Perfarm.

Soja segue com preços em alta em todo o mundo. No Brasil, escassez no mercado físico e demanda firme pela soja futura, fazem cotações continuarem firmes.

Com apoio de Chicago e do dólar, o preço da soja no Brasil voltou a se valorizar, chegando a ser negociada à R$ 165,00/sc no mercado físico. Ainda assim, os negócios são de volumes pequenos, já que a oferta de oleaginosa no país continua muito escassa.

Na CBOT, o dia foi de leve alta, com o contrato para novembro/20 chegando aos US$ 10,88/bu. Novas vendas externas informadas nesta segunda-feira deram fôlego ao mercado.

Após um desempenho bom na semana retrasada, os embarques de soja voltaram a recuar. Desta vez, o recuo na média exportada foi de 18,48%, com o total embarcado saindo de 145,11 mil toneladas/dia na semana retrasada para 118,29 mil toneladas/dia na última semana.

Desta forma, o total embarcado de soja que chegou a 1,89 milhão de toneladas na última semana, deve chegar no máximo a 2,5 milhões de toneladas até o final deste mês.

Boi Gordo

Os negócios de R$ 270,00/@ começam a pipocar com mais força em São Paulo, colocando tal valor já como referência para negócio do boi comum paulista. No gado com destino exportação, o preço chega a ser de R$ 2,00 a 4,00/@ maior. Na B3, a referência para dezembro/20 subiu 1,92%, fechando a segunda-feira cotado a R$ 289,00/@, voltando a flertar com as máximas da última semana.

Com pouco mais de 40 mil toneladas exportadas na última semana, chegamos a última semana de outubro/20 com 130,60 mil toneladas de proteína bovina exportadas pelo Brasil.

Se mantido o ritmo atual de 8,16 mil toneladas/dia, o desempenho total dos embarques brasileiros de carne bovina deve chegar à 171,42 mil toneladas, quebrando o recorde histórico (170,55 mil toneladas). Cabe a ressalva, que o desempenho diário já está 5% maior que o do recorde histórico.

Milho

Segunda-feira com preços ainda para cima em São Paulo. A cotação do milho no mercado paulista continuou a avançar no início desta semana, chegando próximo dos R$ 80,00/sc.

Com a chegada do mês de novembro/20, os compradores que optaram pela estratégia da “mão para boca” voltaram ao mercado e encontram milho mais caro. Na B3, o dia foi de forte valorização, com o contrato para novembro/20 voltando a ser negociado nos R$ 83,33/sc, com alta de 4,12% no dia.

As exportações de milho voltaram a se acelerar na última semana, com cerca de 1,37 milhão de toneladas embarcadas nos últimos cinco dias úteis, a média diária de exportações de cereal avançou 1,04%, saindo de 266,70 mil toneladas/dia para 269,48 mil toneladas/dia.

Apesar desse avanço, o total embarcado no mês de outubro/20 ainda deve ficar abaixo do mesmo mês do ano passado.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.