Compensa investir em suplementação para bovinos? Veja

PARTILHAR
Foto: Sérgio Medeiros

A necessidade de aumentar o desenvolvimento produtivo e com a evolução na melhoria genética das raças bovinas, ocorre uma maior exigência nutricional.

O cuidado com a alimentação de bovinos é uma forma de garantir maior eficiência produtiva, proporcionando melhores resultados e satisfação aos seus clientes. Este manejo também é responsável por proporcionar mais saúde e bem-estar animal, permitindo que todo o processo de criação seja mais tranquilo tanto para o produtor quanto para os animais.

A suplementação para bovinos tem um papel muito importante no processo de produção. Mas, para isso, é fundamental compreender quais são as práticas mais adequadas, os tipos de suplementos mais indicados para cada categoria animal e quais as principais diferenças encontradas no mercado. Confira a seguir e tire suas dúvidas sobre o tema.

Quais são as melhores práticas de suplementação para bovinos?

Para entender esse tema, é importante compreender como os animais passaram a exigir maiores cuidados em sua nutrição. Afinal, antes de começar a ser utilizado para alimentação humana, eles se alimentavam basicamente de pasto e de alimentos fibrosos.

Com a necessidade de aumentar o desenvolvimento produtivo e com a evolução na melhoria genética das raças bovinas, ocorre uma maior exigência nutricional. Assim, a suplementação para bovinos tem um papel importante no processo de produção.

Mesmo em um sistema adequado de pastejo, as forragens não são capazes de fornecer todos os nutrientes necessários para atender às exigências dos animais (energia, proteína, minerais e vitaminas). Devido à sazonalidade quantitativa e qualitativo das pastagens (período de águas e período de seca).

Dessa maneira, o desempenho animal varia de acordo com as características das forragens e o suplemento utilizado. Em situações onde as forragens apresentam uma quantidade satisfatória de forragem, mas um teor proteico baixo, temos um bom desempenho com suplementos proteicos, sendo seguidos por suplementos energéticos. Porém quando a quantidade de forragem é baixa, temos maiores resultados com a suplementação energética.

Quando utilizamos suplementação proteica, esta tem que ser dividida em duas porções, de acordo com a sua degradação ruminal: proteína não degradável em rúmen (PNDR) e a proteína degradável no rúmen (PDR). Com tudo, a taxa de degradação proteica depende diretamente da atividade dos microrganismos ruminais, da qualidade da proteína a ser degradada e a fonte proteica utilizada.

O fornecimento de PDR (ureia pecuária por exemplo) é muito importante para suprir as exigências dos microrganismos no rúmen e a PNDR (DDG) aumenta o aporte de proteína metabolizável, podendo assim aumentar a eficiência de utilização dos aminoácidos, promovendo melhores resultados quando animais mantidos em pastagens.

Vale ressaltar algumas das boas práticas de suplementação, que auxiliaram em melhores resultados, sendo elas:

  • Considere a qualidade e a quantidade de forragem disponível para o rebanho;
  • Analise quais são os nutrientes em deficiência no seu rebanho;
  • Verifique em qual fase e objetivo de produção seu rebanho está (cria, recria ou engorda);
  • Pense em qual é a finalidade da produção;
  • Considere o tipo de manejo que você realiza (intensiva, semi-intensiva ou extensiva);

É essencial que a formulação esteja correta para garantir o equilíbrio nutricional da suplementação para bovinos.

Quais são os impactos da suplementação para bovinos?

A suplementação para bovinos tem um papel fundamental para minimizar perdas nutricionais durante o processo produtivo, conhecer quais são os tipos de suplementação, quantidade a ser ofertada para os animais, composição do suplemento, período de fornecimento. Diminuindo assim as chances de desperdício e trazendo melhores resultados.

Portanto é importante saber qual é o objetivo a ser atendido com a suplementação no seu sistema de produção. Alguns exemplos são: melhoria no escore corporal da vacada, buscando alcançar melhores índices reprodutivos, bezerros com peso a desmama elevados, altos ganhos de peso durante a recria, pois é nesse momento que os animais apresentam elevado crescimento muscular, refletido diretamente no tempo de abate e no peso da carcaça final.

Durante a fase de terminação, visando melhores ganhos diários, um maior rendimento do ganho, carcaças mais pesadas e um bom acabamento de gordura, torna-se fundamental entrar com ração para bovinos de corte de forma a oferecer os nutrientes necessários para manter o processo de engorda e não perder produtividade no gado de corte. Conheça alguns dos impactos positivos da suplementação para bovinos a seguir:

  • manter a produtividade em constante melhoria mesmo nos períodos de seca;
  • melhorar o manejo com os animais;
  • evitar perdas por problemas nutricionais;
  • evitar custos posteriores com questões de saúde que acometem os animais e causam prejuízos.

Que tipo de suplementação não pode faltar na dieta dos animais?

Diante da importância da suplementação para gado, é importante saber identificar quais são as suplementações que não podem faltar no dia a dia dos animais. Algumas delas se destacam fortemente. Confira a seguir.

Os suplementos mais importantes nesse caso são:

  • Suplementação mineral;
  • Suplementação mineral com aditivo;
  • Suplementação mineral com ureia;
  • Suplementos proteicos;
  • Suplementos proteicos energéticos;

Quais são as principais diferenças presentes em cada um desses suplementos?

Entender as diferenças entre os suplementos é fundamental para identificar o melhor momento para adotar cada um deles. Para isso, vamos apresentar os que comercializamos na Vaccinar.

Gado de corte

Em nosso catálogo nutricional para bovinos de corte, há os seguintes suplementos:

  • Tecnocorte Fertilidade HD: Produto destinado à suplementação de minerais para bovinos em fase de reprodução (cria);
  • Tecnophos 60 HD: Produto destinado à suplementação de minerais para bovinos, para o aumento da taxa de ganho. de peso e melhoria da eficiência alimentar;
  • Vacci-phos Ureia 10: Suplemento mineral com ureia, destinado na melhora da síntese microbiana;
  • Tecnocorte águas HD: aumentar a taxa de ganho de peso e melhoria da eficiência alimentar. Durante o período chuvoso do ano.;
  • Tecnocorte secas HD: aumentar a taxa de ganho de peso e melhoria da eficiência alimentar. Durante o período seco do ano;
  • Tecnocorte Energy Fat HD: corrige deficiências nutricionais da forragem; aumento na taxa de ganho de peso, aumento no ganho em carcaça;
  • Beef Fat: sal cálcico de ácido graxo (gordura protegida), auxiliando na produção de hormônios reprodutivos; também na melhora no ganho de peso de carcaça e espessura de gordura de cobertura, para animais em fase de terminação;
  • Tecnocorte pasto concentrado HD: é um concentrado proteico, indicado para formulação de diferentes tipos de suplemento.

A suplementação para bovinos é um dos elementos mais importantes para garantir que essa cultura tenha bons resultados, gerando assim maior rentabilidade. Contudo, para isso, é importante ter o suporte de um especialista que indicará quais são os melhores produtos para cada fase da criação.

Com isso, você evitará tanto subnutrição quanto o uso excessivo de alguns elementos que podem prejudicar o resultado da sua criação. Por isso, converse com um de nossos especialistas, pois eles vão ajudar a definir a estratégia mais adequada para seu rebanho.

Fonte: Nutrição e Saúde Animal

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com