Governo Temer quer retomar importação do leite

Governo Temer quer retomar importação do leite

PARTILHAR
Michel_Temer
Foto: Divulgação

Presidente Michel Temer enviará uma comissão para apurar e retomar a importação do leite e não causar prejuízos na relação com o país vizinho

Depois de conversar por telefone com o presidente do Uruguai, Tabaré Vásquez, o presidente Michel Temer determinou, nesta sexta-feira, que o governo brasileiro mande uma comitiva a Montevidéu para retomar a importação de leite do país, suspensa na última terça-feira. O grupo chegará à capital uruguaia na próxima segunda-feira.

Temer se reuniu na tarde de hoje com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, no Palácio do Planalto, e acertou que a pasta enviará a comitiva no início da semana. O presidente quer resolver o mais rápido possível essa questão, sem qualquer prejuízo na relação com o Uruguai.

A suspensão das licenças de importação do leite uruguaio ocorreu após Maggi se reunir com deputados da bancada ruralista, na última terça-feira, que pressionavam pela interrupção da importação, o que beneficia os produtores nacionais.

A decisão foi tomada porque o governo desconfia que o leite importado pelo Brasil não é produzido no Uruguai, mas sairia de outros países, passaria pelo país e entraria no Brasil como se fosse uruguaio. Fontes afirmam que parte do volume que entra vem de nações exportadoras, como Argentina (que tem restrições quantitativas ao vender para o Brasil) e até da Nova Zelândia e Austrália.

Produtores brasileiros

Essa semana ainda os produtores brasileiros irão fazer um manifesto nacional noticiado aqui no site requerendo uma atenção maior para a classe leiteira do país. Até mesmo o ministro Blairo Maggi confirmou presença no evento.

A cadeia produtiva de leite está presente em aproximadamente 40% das propriedades rurais brasileiras e tem mais de 5 milhões de pessoas envolvidas, isso é bem mais que toda a população uruguaia que gira em torno de 3,5 milhões de pessoas.

Os valores praticados pelos uruguaios é inviável para os produtores brasileiros, ainda mais que houve vários aumentos nos preços dos combustíveis, bandeira vermelha na energia elétrica que acabou puxando a inflação e toda cadeia comercial brasileira fazendo o custo para se produzir aumentar, entretanto o preço do leite pago pelos laticínios continua baixando e produtores de várias partes do Brasil falam em diminuições entre R$ 0,15 a R$ 0,45 centavos pago por litro de leite.

S.O.S Leite: Produtores farão manifesto nacional

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com