Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Temporal de 200 mm já cria alerta no fim de semana

Pelos próximos sete dias, são esperados até 200 mm de precipitação em algumas localidades; Confira onde e se planeje para não ter surpresa!

O tempo segue instável em grande parte do país. A frente fria que está na altura do Sul alcança o Sudeste a partir do fim de semana e reforça o volume das precipitações. A previsão do tempo indica chuva em grande parte do Brasil.

Os primeiros dias de fevereiro estão sendo marcados por tempo bastante instável em São Paulo e outras regiões do país. A chuva já caiu com força em muitas áreas, provocando transtornos à população. Devido ao solo já encharcado e o nível dos rios e córregos bastante elevado, é preciso ficar atento a meteorologia e condições climáticas para o fim de semana.

Uma frente fria vai mexer com o tempo no Centro-Sul do Brasil e trará chuva generalizada no Sul do país. A maior preocupação, entretanto, é com a Região Sudeste que poderá voltar a ter episódios de precipitação excessiva com acumulados localmente extremos que podem mais uma vez trazer situações de grande perigo à população como inundações e deslizamentos de terra.

Outra situação que preocupa é a colheita e plantio no campo, que pode ser afetada pelas chuvas repentinas que podem chegar a essas regiões.

No entanto, os maiores acumulados estão concentrados em áreas de Minas e São Paulo. Pelos próximos sete dias, são esperados até 200 mm de precipitação em algumas localidades desses dois estados. Essa chuva mais forte seguirá sobre o Sudeste até a semana que vem. Diante desse cenário, a meteorologia alerta para o risco de inundações e deslizamentos de terra.

Os maiores acumulados de precipitação são previstos para o Leste paulista, incluindo a área do Litoral, o Rio de Janeiro e a maior parte do estado de Minas Gerais. Os volumes em muitos locais deverão ficar entre 100 mm e 200 mm, entretanto por efeito de tempestades isoladas e de orografia (relevo) em áreas costeiras é provável que chova em diferentes cidades acima do que o modelo indica com marcas tão altas quanto 250 mm a 400 mm.

São volumes capazes de trazer diversas situações de risco para a população como inundações em áreas urbanas e rurais, cabeças d´água em zonas de cachoeiras e rios, alagamentos, elevação rápida de rios e córregos, e o que mais preocupa em se tratando do Sudeste do Brasil que é a possibilidade de deslizamentos de terra em áreas de risco de encostas.

A influência das alterações climáticas no aumento da produção agrícola
Foto: Divulgação

Sábado, 04 de fevereiro

Sul 

Segue chovendo durante este sábado em toda a região. No Rio Grande do Sul, a chuva vem a qualquer momento. Há risco de altos volumes e temporais no norte e leste de Santa Catarina e no sul do Paraná. Essa chuva ajuda a controlar os focos de incêndio no Rio Grande Sul e aumentar a umidade no solo em até 10%.

Sudeste

Sábado com aumento das temperaturas e chuvas irregulares e passageiras por São Paulo e Rio Janeiro. Há risco de trovoadas e tempestades, mas com curta duração. Ainda chove forte também sobre o centro, norte e leste mineiro e em pontos do Espírito Santo devido ao calor e alta umidade. Temperaturas altas no Rio de Janeiro.

Centro-Oeste

A chuva enfraquece ao longo do sábado na região, as pancadas são mais irregulares e passageiras, o que favorece as atividades em campo já que o sol predomina pela manhã. Os maiores acumulados da região ocorrem próximo a Goiânia e ao sul de Mato Grosso do Sul.

Nordeste 

Tempo aberto continua no interior baiano e boa parte do sertão nordestino, mas a chuva segue presente com eventual trovoadas entre o Ceará e Maranhão, sobretudo no litoral destes estados. Demais áreas com chuvas isoladas e passageiras.

Norte 

Chuva forte com trovoadas e altos acumulados em Manaus. Chuva a qualquer momento entre o norte de Amapá e Pará. Pancadas irregulares nas demais áreas.

Domingo, 05 de fevereiro

Sul 

A tendência é de diminuição da chuva no Rio Grande do Sul ao longo do domingo, mas as temperaturas ficam amenas. Já não chove na fronteira oeste. A chuva aumenta na costa do Paraná e de Santa Catarina. Atenção ao mar agitado em toda a região Sul entre segunda e terça-feira, ventos fortes em toda a costa e chuva persistente no leste do Paraná e de Santa Catarina.

Sudeste

A chuva aumenta no domingo devido ao avanço da frente fria por SP. Há previsão de fortes temporais com muitas trovoadas e descargas elétricas, além do alto volume de chuva. Ainda chove forte no triângulo e oeste mineiro.

Centro-Oeste

No domingo, a aproximação de uma nova área de baixa pressão atmosférica e áreas de instabilidade combinadas ao calor intensificam as tempestades no sul e oeste de Mato Grosso do Sul, em todo o estado de Goiás e norte de Mato Grosso, com alto risco de trovoadas, céu parcialmente nublado e chuva a qualquer momento.

Nordeste 

Ainda há risco de trovoadas neste domingo no Maranhão e Piauí, com risco de acumulados altos devido a presença da ZCIT.

Norte 

Tempo abafado, temperaturas altas e chuva em toda a região. A chuva diminui a partir de domingo no Amazonas, mas segue volumosa no Pará e oeste do Acre.

Alerta em Minas no início da semana

A semana começa bastante úmida sobre o estado mineiro. O sol consegue aparecer um pouco mais, principalmente no leste do estado no decorrer da segunda-feira (07), mas ainda tem condições para chuva em vários momentos, principalmente sobre a região do Triângulo Mineiro. Na terça-feira (08), a chuva aumenta, principalmente no sul e oeste do estado e pode acumular volumes significativos.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM