‘Tinder’ para bovinos, ache o par perfeito para sua vaca!

‘Tinder’ para bovinos, ache o par perfeito para sua vaca!

PARTILHAR
foto-montagemcanalrural-1024x612
Foto Divulgação.

Aplicativo apresenta perfis de touros e vacas e fundador da empresa já estuda estender serviço para outras espécies, confira que sensacional!

Qualquer semelhança com a música ou com o aplicativo que vocês conhecem não é mera coincidência. No Reino Unido, o Tudder, uma espécie de ‘Tinder’ criado para vacas e touros encontrarem parceiros para reprodução, está dando ‘match’. A empresa por trás disso, Hectare Agritech, lançou em 2014 o website ShellMyLivestock, onde um terço dos fazendeiros do país já usa a plataforma para o mercado de animais.

O funcionamento é, de fato, bem parecido com o app de paquera. O produtor pode direcionar a busca de acordo com características como localização, pedigree, se são orgânicos ou não, ou se eles estão em uma fazenda em que tuberculose já foi detectada.

Se ele se interessar por alguma imagem, arrasta o dedo para a direita. O processo já coloca os dois produtores em contato, acelerando um processo que costuma ser demorado.

A empresa está aproveitando o período do dia dos namorados (Valentines’s Day, 14 de fevereiro) para lançar a ferramenta. Na descrição, o aplicativo diz que pretende “unir animais de fazenda tímidos às suas almas gêmeas” com o fazendeiro atuando no papel de “moo-controlador”.

O aplicativo apresenta perfis que representam cerca de 42 mil fazendas no Reino Unido. Doug Bairner, CEO da Hectare, sugere que o serviço poderá ser estendido a outras espécies, como ovelhas.

“O nome dela é… Mimosa. Eu encontrei ela no Tudder!”

Foto Divulgação.

O objetivo do Tudder é encontrar parceiros bovinos para cruzamento, mas o relacionamento que vai além das telas dos celulares não é de responsabilidade do aplicativo, destaca o executivo da empresa.

Será que essa moda vai pegar (ou dar match) aqui no Brasil?

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com