Vaca Ruivinha é a melhor do mundo e produz 60 litros/dia

PARTILHAR
Halley Ruivinha Doorman 538 TE: primeira vaca holandesa do Brasil e do mundo a ser classificada com a pontuação máxima Ex97 | Foto: divulgação

Conheça Ruivinha, a primeira vaca entre outras 200 mil vacas de leite a ter nota máxima com excelência e perfeição morfológica em animais adultos produtores de leite!

A Halley Ruivinha Porteiro 538 TE é a primeira vaca do Brasil, um especialista com excelência e perfeição morfológica em animais adultos produtores de leite. A Ruivinha pertence ao criador Pedro Elgersma e família. Parabéns pelos resultados! Ela é um orgulho da Raça Holandesa!

A fêmea holandesa atingiu a pontuação máxima Ex97, marca inédita dentre cerca de 200 mil vacas já avaliadas. No mundo, ela também é a primeira da raça Porteiro ser reconhecido com tal distinção. A avaliação é realizada anualmente pela Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH).

Os critérios de avaliação são baseados no fenótipo e conformação do animal, e priorizam 23 características de importância funcional e competência produtiva.

No dia (29/04), HALLEY RUIVINHA DOORMAN 538 TE foi classificada como EX97!! A primeira vaca classificada com essa pontuação no Brasil! De propriedade da Chácara Recanto das Paineiras (Pedro Elgersma), Arapoti (PR), RUIVINHA está no seu quinto parto, produzindo, em média, 60,00 kg de leite/dia. Um momento para ficar na história da raça Holandesa brasileira!

“Nós já avaliamos cerca de 200 mil vacas holandesas no Brasil e esta é a primeira a alcançar os 97 pontos máximos, o que significa um animal com muita saúde, vida produtiva e longevidade”, afirma Altair Antonio Valloto, superintendente e administrativo da ABCBRH .

A vaca, que é chamada de “Ruivinha”, tem seis anos de idade e é criada pela família Elgersma, de Arapoti, município localizado nos Campos Gerais do Paraná. Ela está em seu 5º parto e produz em torno de 60 litros de leite por dia.

De acordo com o produtor Ronald Elgersma, Ruivinha recebe banho diariamente e é criada em baia separada em um espaço com temperatura adequada para o seu bem-estar. 

“O trabalho mais empenhado no manejo começou cedo, porque ela vem de uma família consagrada e se revelou um bom animal desde o primeiro parto. Foi sempre bem classificada e, agora, estamos muito contentes por ter atingido a pontuação máxima. “

Pedro Guimarães Ribas Neto, médico veterinário e classificador oficial da raça Holandesa no Brasil, acredita que a premiação reflete os cuidados na criação do animal. 

É uma vaca realmente excepcional. Ela é de tamanho mediano, mas de extrema harmonia e equilíbrio. E o reconhecimento também é uma extensão ao excelente trabalho que o pecuarista vem realizando de manejo, alimentação, alimentação e genética ”, pontua.

Premiação

Pedro Elgersma e seus filhos Ronald e Nico, foram recepcionados em um evento de solenidade na matriz da Capal Cooperativa Agroindustrial, onde são cooperados. “É uma honra muito grande receber este reconhecimento e poder abrir a porteira para outros criadores do nosso país”, comemora Ronald.

A honraria foi entregue pelo secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortiguara. “Receber este prêmio inédito é um orgulho para uma família, para Arapoti e para o Paraná, que é o segundo maior produtor de leite do país. This é uma comprovação de que estamos evoluindo geneticamente, sanitariamente e na qualidade do leite. ”

Família Elgersma erigida premiação na Capal Cooperativa Agroindustrial (Foto: Divulgação)

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com