Valor da produção agropecuária recua 2,3% para R$ 552 bi

Valor da produção agropecuária recua 2,3% para R$ 552 bi

PARTILHAR
Foto Divulgação.

A projeção do Ministério da Agricultura para 2018 mostra que lavoura tem melhor resultado desde 1989, mesmo caindo 0,5%

Um estudo da Secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura, mostrou que o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2018 está estimado em R$ 552 bilhões, 2,3% abaixo do registrado no ano passado.

O faturamento dentro da porteira com a venda das principais lavouras deve recuar 0,5% (R$ 1,74 bilhão) para R$ 377 bilhões, o segundo maior valor desde 1989, superado apenas pelos R$ 378,7 bilhões do ano passado.

Já a renda da pecuária encolhe 6% (R$ 11,24 bilhões) para R$ 174,9 bilhões, o menor dos últimos seis anos. Os números levam em conta os últimos dados disponíveis sobre as estimativas de produção e os preços médios praticados no mercado.

Segundo o estudo, entre vinte produtos das lavouras os que apresentam os maiores aumentos do valor da produção em relação ao ano passado são: algodão (mais R$ 7,3 bilhões ou +32,3% para R$ 28,9 bilhões); cacau (R$ 400 milhões ou +27,6% para R$ 1,8 bilhão); café (mais R$ 1,9 bilhão ou +9,1% para R$ 23,9 bilhões) e soja (mais R$ 10,9 bilhões ou +8,9% para R$ 134,1 bilhões).

Os maiores decréscimos na renda das lavouras vêm ocorrendo no arroz (menos R$ 2,42 bilhões ou -21,1% para R$ 9 bilhões); feijão (menos R$ 2,27 bilhões ou -26,3% para R$ 6,3 bilhões); laranja (menos R$ 3,1 bilhões ou -20,8% para R$ 11,7 bilhões) e uva (menos R$ 1,86 bilhão ou -31,3% para R$ 4 bilhões).

O estudo mostra recuo do valor da produção de todas as atividades que fazem parte da pecuária. A renda do setor de bovinos recua R$ 180 milhões (menos 0,2%) para R$ 74 bilhões. Na avicultura de corte a queda é de R$ 5,83 bilhões (menos 11,3%) para R$ 46 bilhões) e na suinocultura a projeção é de recuo de R$ 2,18 bilhões (menos 13%) para R$ 14,5 bilhões.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com