Vendas de milho crescem 1800% e preço dispara!

Vendas de milho crescem 1800% e preço dispara!

PARTILHAR
Encarecimento acentuado dos grãos preocupa indústria da carne
Foto: Divulgação

Segundo os dados divulgados ontem, 03, as exportações brasileiras de milho registraram uma alta de 1854% em abril, com o envio de 130,876 mil toneladas ao exterior.

As exportações de milho do Brasil apresentaram receita de US$ 31,838 milhões em abril (20 dias úteis), com média diária de US$ 1,591 milhão. A quantidade total de milho exportada pelo país ficou em 130,876 mil toneladas, com média de 6,543 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 243,30.

Em relação a abril de 2020, houve alta de 634,59% no valor médio diário da exportação, ganho de 1.854,40% na quantidade média diária exportada e desvalorização de 62,41% no preço médio. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços e foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

Preços aquecidos no mercado

As negociações do cereal no mercado renovam semanalmente patamares mais elevados com a oferta escassa e a necessidade de abastecimento dos consumidores, fazendo a saca do cereal negociado em Campinas ultrapassar os R$ 100,00.

O risco sobre o milho 2ª safra guia as cotações na B3, o contrato para setembro/21 iniciou a semana avançando 1,52% fechando o pregão em R$ 103,71/sc.

Em Chicago, as cotações do cereal iniciaram a semana sem movimento definido com a melhora do clima e o andamento do plantio nos EUA, mas precificando o risco sobre a produção de milho no Brasil. O contrato para julho/21 encerrou o pregão avançando 1,1% estabelecendo-se em US$ 6,80/bu, os demais contratos fecharam com leves recuos.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com