Vídeo: China usa Drones para transporte de colheita

PARTILHAR

Mais uma vez a tecnologia asiática mostra que não existe limites para suas aplicações no agro. Agora Drones fazem transporte de colheitas na China – Veja vídeo!

A China é uma grande referência em tudo o que envolve drones. Desde empresas líderes no mercado como a DJI, o país asiático também se destaca em shows luminosos noturnos com drones. A China também está revolucionando a agricultura ao utilizar os dispositivos para executar com eficiência e rapidez serviços de fertilização e transporte de colheita. Um vídeo divulgado recentemente mostra um drone pegando a colheita no campo e levando até caminhões de carga.

uso de drones na agricultura vem ganhando cada vez mais força no mercado e, com isso, agronegócio é um dos setores que mais faz uso de tal tecnologia. Estima-se que 25% do faturamento mundial dos veículos aéreos não tripulados seja na agricultura.

As imagens divulgadas por Ashley Dudarenok, CEO da Alarice & ChoZan, no LinkedIn, mostram drones carregando a colheita para auxiliar trabalhadores a depositar o produto no caminhão. O processo é feito com agilidade e diminui a carga de serviço dos agricultores. Além disso, o país já implementou a utilização dos dispositivos para dispersar fertilizante nos campos de plantação.

Segundo informações do Asia Times, a fertilização aérea acelerou o processo em até 80 vezes. No vídeo abaixo, podemos ver drones realizando o processo de fertilização do campo no vilarejo de Xyangyuan, na China.

A China está investindo pesado na revolução da sua agricultura com o intuito de integrar as regiões do interior à economia digital. Ashley afirma que o país está em processo de eliminar o “analfabetismo digital”. Com o avanço da tecnologia para essas regiões, a vida dos trabalhadores locais é facilitada, criando a possibilidade de fortalecer a economia no campo.

Enquanto regiões metropolitanas investem em shows de luzes, com QR codes comerciais e funcionais feitos por drones, e até alguns acidentes perigosos envolvendo os dispositivos caindo no meio da população. O governo da china também investe na industrialização do campo, ao trazer a utilização dos drones como uma alternativa que apresenta excelente custo benefício, além de ser ambientalmente amigável. 

A tecnologia de drones está alterando nossa percepção sobre diversos assuntos ao redor do mundo. Além de facilitar a captura de imagens e mudar nossa percepção sobre a natureza, os dispositivos são responsáveis por capturas de imagens fantásticas. No futuro, com certeza, veremos a aplicação da tecnologia se expandir ainda mais no setor da agronomia.

Brasil: Uso de drones na agropecuária é regulamentado pelo Ministério da Agricultura

O uso de drones em atividades agropecuárias foi regulamentado nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) por meio da Portaria n° 298 publicada no Diário Oficial da União.

A operação de aeronaves remotamente pilotadas (ARP), ou seja drones, será para a aplicação de agrotóxicos, adjuvantes, fertilizantes, inoculantes, corretivos e sementes.

Foto: Divulgação

Segundo nota do ministério, o objetivo da regulamentação é simplificar os procedimentos e adequar as exigências legais às especificidades da tecnologia.

Os operadores dos drones deverão ter registro no Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários (Sipeagro) e um curso destinado a aplicação aeroagrícola remota. Em alguns casos, a atividade deve ser coordenada por um responsável técnico, engenheiro agrônomo ou engenheiro florestal.

Já o aparelho deve estar regularizado junto a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com a nota, a segurança operacional deve envolver todo o processo de aplicação, desde o preparo da substância, o monitoramento das condições ambientais e o registro e arquivamento dos dados, de forma que possam ser auditados, sempre que necessário.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.