Vídeo: Rebanho morre queimado no pasto!

Vídeo: Rebanho morre queimado no pasto!

PARTILHAR
Foto Divulgação. Compre Rural

A fazenda Rio Preto em Mato Grosso sofreu com as queimadas. Segundo informações foram inúmeros os animais que morreram queimados. Veja o vídeo!

Um vídeo começou a circular pelas redes sociais e causam grande comoção na internet. Segundo o perfil @Pecuária_Rondônia, no Instagram, as cenas capturadas são da Fazenda Rio Preto, que fica localizada em Mato Grosso.

No vídeo abaixo, em seu trajeto de moto, o criador do vídeo mostra inúmeros animais mortos pela queimada. Além disso, são cercas destruídas, pasto degradado, matéria orgânica queimada.

Até o momento dessa reportagem, não foi dito nada pelos proprietários da fazenda. Uma coisa é certa, o prejuízo é incalculável! Veja o vídeo abaixo, as imagens são fortes!

Vídeo divulgado em rede social:

Outra queimada dessa semana:

Fogo começou depois de um curto circuito e queimou mais de mil hectares, além de fardos de algodão e um trator. Confira também os vídeos gravados pelos produtores!

O problema com as queimadas nas regiões produtoras do Centro-Oeste fez mais uma vítima, em Mato Grosso. No último sábado, 7, agricultores de Primavera do Leste viram parte de suas palhadas, fardos de algodão e até um trator simplesmente se transformarem em cinzas. O prejuízo pode passar dos R$ 2 milhões.

Segundo relato de um dos produtores atingidos, Canisio Froelich, o fogo teve origem em um curto circuito na rede elétrica de uma granja próxima.

Ao todo cinco propriedades foram afetadas e tiveram suas áreas com palhadas de milho consumidas e até fardos de algodão tomados pelo incêndio.

Na propriedade de Froelich, dos quatro mil hectares, o estrago consumiu 35 que estavam com palhada, esperando o momento de receber o algodão para a safra de verão.

O fogo também destruiu 254 rolos de 2.350 quilos de algodão colhido. O prejuízo pode passar facilmente dos R$ 1,6 milhões, estima.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com