PARTILHAR

Palestras técnicas e valorização do melhoramento das raças zebuínas são destaque da programação do evento, a expectativa é que, ao todo, a ExpoGenética movimente mais de R$35 milhões

O Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG), já se prepara para receber o maior encontro técnico de genética zebuína do mundo. Uma grande programação, entre os dias 17 e 25 de agosto, marca a 12ª edição da ExpoGenética, que continua as comemorações do centenário da ABCZ iniciadas na ExpoZebu. Para lançar oficialmente a exposição, o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, recebeu a imprensa na manhã de hoje (15). A coletiva de imprensa também foi transmitida ao vivo pela internet. 

“A Genômica está trazendo novos caminhos para os trabalhos de melhoramento genético. Nas raças zebuínas, conseguimos avançar oficialmente neste processo nos últimos dois anos com o nosso projeto e a genotipagem dos primeiros animais. Mas tudo ainda é novo e as possibilidades que o mapeamento genômico oferece são gigantes. Por isso, é tão importante debatermos para conhecer mais sobre a ferramenta, onde poderemos chegar e quais os próximos passos”, destacou Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, contando que os avanços na era Genômica e os desafios do setor serão os principais temas da pauta de discussões com palestras e workshop com participação de especialistas renomados.

Em menos de dois anos de trabalho efetivo, o banco de dados da ABCZ já desponta entre os principais do mundo, em quantidade de avaliações. Até a primeira quinzena de maio, mais de 87.5 mil animais já estavam genotipados e a previsão é de que, até o fim deste ano, essa quantidade ultrapasse 100 mil. Já com esses novos dados, será lançado durante a ExpoGenética o segundo Sumário de Touros PMGZ/ Geneplus, desenvolvido pela ABCZ em parceria com a Embrapa.

Além disso, na exposição, serão apresentados os sumários de diversos outros programas. Afinal, a ExpoGenética celebra o melhoramento genético das raças zebuínas e conta com a participação de todos os programas que trabalham com Zebu, além, é claro, de uma participação maciça dos criatórios que trazem o que há de melhor em seus rebanhos.

A ExpoGenética dos recordes

As inscrições de animais para ExpoGenética seguem até o dia 31 de julho, mas os números até agora já indicam para a maior exposição dos últimos anos.  Dos 39 pavilhões disponíveis, 36 já estão ocupados, o que representa um recorde de ocupação. Em 2018, foram 30 pavilhões ocupados.

No caso do PNAT (Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens), 168 zebuínos das raças Brahman, Nelore, Nelore Mocho, Sindi e Tabapuã já participam do Teste de Desempenho e Eficiência Alimentar do Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens 2019 (PNAT) na FAZU. O número é 50% maior do que o registrado em 2018. Metade dos animais que participa da prova segue para a ExpoGenética, onde será avaliada por técnicos e criadores, classificando ao redor de 22 novos touros para distribuição de sêmen a rebanhos colaboradores do PMGZ por todo país.

Já o ‘6º Concurso Leiteiro de Fazenda’, que recebe inscrições até o próximo dia 19, já tem 24 fêmeas inscritas, o maior número desde a primeira edição. O grande diferencial do torneio é a submissão de todas as participantes a um regime alimentar mais próximo à realidade da pecuária nacional, comprovando a potencialidade desses animais. A prova acontece na Fazenda Experimental da ABCZ- Orestes Prata Tibery Júnior. Desta vez, o período total do concurso será de 20 dias, sendo 15 dias de adaptação e cinco dias de concurso efetivo, com duas ordenhas diárias, e término no dia 9 de agosto. A premiação levará em conta o Leite Corrigido para Sólidos Totais (LCST) e acontece durante a ExpoGenética.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.