13 cavalos aparecem mortos em propriedade, veja!

13 cavalos aparecem mortos em propriedade, veja!

PARTILHAR

Cavalos aparecem mortos em propriedade na zona rural de Gravataí. Guarda Municipal já registrou 13 animais em óbito cuja causa está sendo investigada.

Foi na segunda-feira (09) que o Bem-Estar Animal foi acionado por conta da morte de dois cavalos no Distrito da Costa do Ipiranga, em Gravataí, mas quase no limite com Sapucaia do Sul. Parecia um caso pontual, porém, no outro dia, outros oito animais apareceram mortos.

E na quarta-feira mais dois. O último teve o óbito na madrugada desta quinta-feira (12), conforme relata a coordenadora do Bem-Estar Animal, Márcia Becker. A égua resgatada com vida acabou falecendo já no laboratório da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), em Porto Alegre.

“No começo, nós pensávamos que eles poderiam ter morrido por alguma causa pontual, mas entramos em alerta já na terça, quando vários animais apareceram mortos”, conta.

Após receber uma denúncia, o Grupamento Ambiental da Guarda Municipal de Gravataí confirmou a existência de 13 cavalos mortos em uma propriedade no bairro Costa do Ipiranga, na zona rural do município. 

A denúncia chegou na última terça-feira e, na quarta, foi realizada uma vistoria in loco e coleta de amostras para descobrir a causa da mortandade dos animais. O material, como sangue, será encaminhado para exame laboratorial.

No local, compareceram também equipes da Coordenadoria do Bem Estar Animal da Prefeitura de Gravataí, da Fundação Municipal de Meio Ambiente de Gravataí, da Secretaria Municipal da Saúde e da Secretaria Municipal da Agricultura, além da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Estado. A Polícia Civil já foi comunicada.

Uma égua, com dificuldades respiratórias e cardíacas, chegou a ser encaminhada agonizando na noite de quarta ao Hospital de Clínicas Veterinárias da Ufrgs, no bairro Agronomia, em Porto Alegre.

Ela não resistiu e morreu na madrugada de quinta, apesar do atendimento da equipe médica veterinária de plantão. O corpo do animal foi enviado ao setor de patologia da própria instituição, sendo realizada a necropsia e coleta de material para descobrir a causa da morte.

“A suspeita é de intoxicação por organofosforado ou por antibiótico ionoforo, que normalmente é encontrado na ração de ave ou bovinos. Só que não achamos nenhum boi na área”, aponta.

“Então, por enquanto, tudo não passa de suspeita mesmo. Vai ser necessário esperar os laudos atestarem o que aconteceu de fato.”

Correio do Povo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com