Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Agricultores de soja estimam prejuízos de até 50% nas plantações

A quebra nas plantações varia entre 40% a 50%, atingindo até 70% em algumas áreas. A seca comprometeu a uniformidade da maturação dos grãos de soja, resultando em perda de peso e qualidade; confira

A situação da safra de soja nas regiões norte e noroeste do Paraná torna-se cada vez mais preocupante para os produtores, enfrentando uma combinação de falta de chuvas e temperaturas elevadas que impactaram severamente o desenvolvimento dos grãos. Muitas lavouras relatam perdas que chegam a 50% da produção, gerando prejuízos significativos.

Donato Beltramin, produtor em Francisco Alves, no noroeste do Paraná, descreve o cenário como “bem preocupante” em entrevista ao portal Globo Rural. A falta de chuvas por mais de 30 dias e temperaturas extremamente altas, atingindo 42º C, afetaram a produtividade em sua área de 400 hectares. A quebra nas plantações varia entre 40% a 50%, atingindo até 70% em algumas áreas. A seca comprometeu a uniformidade da maturação dos grãos, resultando em perda de peso e qualidade.

A colheita em uma área plantada em 2 de outubro revelou uma produtividade de apenas 20 sacas por hectare, muito abaixo das expectativas iniciais de 60 a 70 sacas por hectare. Até o momento, apenas 30% da safra total foi colhida, com uma média de 30 sacas por hectare.

O agricultor destaca que a região enfrenta problemas de seca nos últimos três anos, com perdas catastróficas nas safras anteriores. A safra atual era vista como uma oportunidade de recuperação financeira para os produtores, mas as perdas significativas deixam muitos descapitalizados. O preço de venda da soja, que está em queda, agrava a situação financeira dos agricultores.

Em São Jorge do Ivaí, no norte do estado, o produtor Edson Zangeroli relata uma situação semelhante também ao Globo Rural, com uma estimativa de perdas em torno de 30% a 32% em uma área de 700 hectares. Além da menor produtividade, a qualidade da soja também foi comprometida, e os custos com insumos adicionam pressão financeira aos produtores.

O Departamento de Economia Rural (Deral) do Paraná publicou um boletim alertando sobre a situação adversa nas lavouras de soja. Chuvas tardias e calor intenso resultaram em rendimentos médios abaixo do esperado. A Previsão Subjetiva de Safra indica uma redução de 15% na produção, com perdas estimadas em cerca de R$ 5 bilhões na economia do estado.

Diante desse quadro desafiador, produtores clamam por apoio das lideranças do setor e do governo para enfrentar as perdas consecutivas nos últimos anos. O cenário climático para fevereiro, segundo a Climatempo, sugere chuvas dentro da média, trazendo alguma esperança para a recuperação das lavouras plantadas mais recentemente.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM