Agronegócio é responsável por quase 1/3 do PIB do país

PARTILHAR

O agronegócio é responsável por quase um terço do PIB brasileiro, representando um dos maiores percentuais no mundo e o maior entre os países com economia forte.

Com um papel de destaque na economia do país, sendo responsável por uma fatia substancial do PIB brasileiro, o agronegócio do país se torna cada vez mais importante, também, para garantir o alimento no mundo. O PIB do agronegócio brasileiro, calculado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), alcançou recordes sucessivos em 2020 e em 2021, com esse biênio se caracterizando como um dos melhores da história do agronegócio nacional. 

O agronegócio brasileiro é, já há anos, o mais eficiente e bem-sucedido setor da economia brasileira. É ele que garante a liquidez internacional do Brasil em divisas, com os recordes seguidos que consegue nas exportações — e fornece ao país os dólares para pagar as suas importações. É ele que alimenta 1 bilhão de pessoas pelo mundo afora, além da população brasileira.

Diante do bom desempenho do PIB agregado do agronegócio em 2021, o setor alcançou participação de 27,4% no PIB brasileiro, a maior desde 2004 (quando foi de 27,53%).

Segundo pesquisadores do Cepea, os segmentos primário e de insumos se destacaram em 2021, com aumentos de 17,52% e 52,63%, respectivamente. O PIB também cresceu para os outros dois segmentos, 1,63% para a agroindústria e 2,56% para os agrosserviços. Dentre os ramos, enquanto o PIB do agrícola avançou 15,88% de 2020 para 2021, o PIB do pecuário recuou 8,95%.

O setor, mesmo durante a pandemia do COVID-19, continuou a trabalhar, com sol ou chuva, garantindo e transformando o Brasil num dos dois ou três maiores produtores e exportadores de produtos agrícolas do mundo — ou, como acontece em muitos casos, no número 1. O agro sustenta e faz prosperar toda uma cadeia de produção na indústria, no comércio e no universo da tecnologia. Fornece emprego, renda e impostos.

Mas, afinal de contas, o que engloba o denominado “AGRONEGÓCIO”?

O agronegócio trata-se de um setor econômico bastante importante para a sociedade mundial, pois envolve uma cadeia de produção alimentar que interliga vários setores, como a agricultura, a pecuária e a indústria, além do comércio que consome seus produtos.

Vale ressaltar que, neste contexto, dentro deste termo está incluso também o setor da Agricultura Familiar, pois possui grande importância para o mercado interno, principalmente.

O resumo do significado da palavra para a sociedade é que, em qualquer momento do dia, o agronegócio está presente de alguma forma, como a imagem abaixo. Entretanto, mesmo diante de tantas explicações, de dados reais, números que comprovam a grande influencia positiva do setor para o país, existem pessoas que taxam e querem a destruição do setor.

hamburguer - produzido pelo produtor rural
Tradução e Adaptação: CompreRural

PIB do agronegócio pelo mundo

Entre os principais países produtores agrícolas no mundo, a Argentina se mantém com uma participação próxima à brasileira. Já os Estados Unidos, tradicional concorrente brasileiro em produtos como soja, milho e carne bovina, possui apenas 5,7% do PIB na agricultura por contar com uma economia altamente diversificada em serviços e indústria.
.
Na Europa, o grande destaque fica com a Ucrânia, onde 12% de seu PIB vem da agricultura. Na Ásia, a Índia mostra que mesmo contando com indústria e serviços fortes, ainda depende da agricultura para 20% de seu PIB.

Funcionamento do setor

Muita gente resume o agronegócio à agricultura e a pecuária. É compreensível que assim o façam, mas essa é uma análise limitada. A cadeia agropecuária tem muitos outros participantes, como já listamos anteriormente.

O correto, então, é definir o funcionamento do agronegócio em três níveis:

  • No primeiro deles, estão os produtores rurais, seja de micro, pequeno, médio ou grande porte
  • No segundo, todos aqueles que fornecem insumos, como máquinas, equipamentos, sementes e defensivos
  • No terceiro, está a cadeia de distribuição, que é responsável por levar os produtos até a mesa do consumidor, incluindo empresas distribuidoras, atacadistas e supermercados.

Fica claro, então, que o agronegócio funciona por etapas. É como uma rede, na qual cada integrante depende do outro para manter o seu modelo de negócio ativo. E, pelos números que já vimos neste artigo, parece que tem dado muito certo.

Vale dizer ainda que há outros setores da economia que se relacionam direta e indiretamente com o agronegócio, a exemplo das indústrias:

  • Financeira: bancos e agências de fomento para obtenção de crédito agrícola e contratação de seguro rural
  • Automotiva: fabricantes de tratores e outros
  • Farmacêutica: desenvolvimento de vacinas utilizadas na pecuária.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com