Novo Milho capta Nitrogênio do ar e não usa fertilizante

PARTILHAR

Será o fim dos fertilizantes? Essa variedade incomum de milho obtém entre 29% a até 82% de seu nitrogênio do ar. Confira essa novidade na matéria abaixo!

Foi descoberto na região de Sierra Mixe, no México, uma variedade de milho que captura nitrogênio no ar, dispensando assim o uso de fertilizantes. A novidade foi apresentada no Congresso Aapresid 2021, realizado na Argentina, por Alan Bennett, professor e pesquisador da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

O nitrogênio é um nutriente essencial para as plantas. Embora o nitrogênio constitua 78% da atmosfera, apenas as leguminosas eram conhecidas por terem a capacidade de usá-lo por meio de sua associação com bactérias. Para safras de cereais como milho, os agricultores devem contar principalmente com fertilizantes de nitrogênio.

Para outras culturas, sempre foi necessário suprir N por meio do uso de fertilizantes inorgânicos, produzidos a partir de combustíveis fósseis – que consomem até 2% do suprimento total de energia do mundo e produzem gases de efeito estufa.

De acordo com Alan Bennett, na região mexicana de Sierra Mixe essa variedade de milho descoberta sobrevive em solos deficientes em N. De acordo com o cientista, esse milho cresce a uma altura de mais de cinco metros e exibe extensa formação de raízes aéreas em cada nó.

Segundo ele, ao contrário da maioria das variedades modernas de milho, em que a formação de raízes aéreas cessa após a transição para a fase adulta, a formação de raízes aéreas no milho de Sierra Mixe continua por muito tempo. Isso produz de três a quatro vezes mais raízes aéreas que secretam quantidades significativas de mucilagem (rica em arabinose, fucose e galactose) quando há umidade.

A equipe de pesquisa, liderada por Alan Bennett e Allen van Deynze, da UC Davis, apontou que essa variedade incomum do cereal obtém entre 29% a até 82% de seu nitrogênio do ar, sendo fixado por bactérias diazotróficas presentes na mucilagem das raízes aéreas.

Grandes raízes aéreas da variedade de milho Sierra Mixe
Pesquisador descobre variedade de Milho que capta Nitrogênio do ar

Grandes raízes aéreas da variedade de milho Sierra Mixe, vistas aqui, abrigam micróbios fixadores de nitrogênio em sua espessa mucilagem; esses micróbios podem fornecer até 82% das necessidades de nitrogênio da planta apenas na atmosfera.

Embora estejamos muito longe de desenvolver uma característica semelhante de fixação de nitrogênio para o milho comercial, este é o primeiro passo para orientar pesquisas futuras sobre essa aplicação. A descoberta pode levar a uma redução do uso de fertilizantes nitrogenados e seus problemas associados, e também abre as portas para uma melhoria significativa no potencial genético, na sustentabilidade dos sistemas produtivos e na segurança alimentar desses países”, concluiu Bennett.

Se essa característica puder ser cultivada em variedades convencionais de milho, isso pode reduzir a necessidade de fertilizante adicionado e aumentar a produtividade em regiões com solo pobre. O milho que corrige nitrogênio também pode ajudar os agricultores de países em desenvolvimento que podem não ter acesso a fertilizantes.

O incentivo à captura de nitrogênio atmosférico em várias safras não só proporcionará benefícios econômicos e ambientais aos produtores nos Estados Unidos, mas também beneficiará os produtores em países em desenvolvimento que podem não ter acesso físico ou econômico a fertilizantes sintéticos.

Além disso, com os fertilizantes de nitrogênio criando uma das maiores fontes de nitrogênio excedente em nossos ambientes globais, levando a processos nocivos como a eutrofização, esta pesquisa pode ser crucial na solução de futuras questões relacionadas às mudanças climáticas na agricultura.

Como funciona

O estudo descobriu que uma variedade de milho cultivada na região de Sierra Mixe obtém 28-82 por cento de seu nitrogênio da atmosfera. Para fazer isso, o milho desenvolve uma série de raízes aéreas. Durante certas épocas do ano, essas raízes secretam uma substância semelhante a um gel, ou mucilagem. A mucilagem fornece o ambiente pobre em oxigênio e rico em açúcar necessário para atrair bactérias que podem transformar o nitrogênio do ar em uma forma que o milho possa usar.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com