Após roubo, polícia abate ladrões com tiros de fuzil

PARTILHAR
Foto Divulgação

Segundo as informações divulgadas até o momento, os dois criminosos que roubavam gado em fazenda morreram com tiros de fuzil em confronto com a polícia; Confira os nomes dos ladrões!

Uma denúncia de abigeato em uma fazenda de Porto Murtinho (MS), a 454 quilômetros de Campo Grande, nessa terça-feira (27), acabou com dois criminosos mortos a tiros de fuzil disparados por policiais militares. Os dois homens chegaram a ser socorridos de barco, mas morreram na unidade hospitalar. Segundo a polícia o confronto foi registrado durante operação que teve início na segunda-feira (26), em uma região alvo de ladrões.

Domingos Alonso, de 66 anos, e Fábio Gonçalves, de 44, suspeitos de furtarem gado, morreram em confronto com policiais militares, em Porto Murtinho, a 425 km de Campo Grande, na terça-feira (27), durante operação.

Segundo os policiais, foi recebida uma denúncia de que gado estava sendo furtado e carneado nas fazendas da região. O capataz da fazenda Porto Conceição contou que há vários dias pessoas estranhas estavam sendo vistas na região e que teriam origem paraguaia.

No início desta semana, após denúncias, de que os criminosos tinham abatido gado e transportando a carne pelo rio da região, em uma embarcação, policiais militares foram até o local para investigar e ao se aproximarem de quatro suspeitos, a guarnição teria sido recebida a tiros.   

Ainda segundo o capataz, os criminosos seriam num total de cinco e sempre estavam armados com armas longas e beiravam as fazendas de barco para ter acesso ao gado. Os policiais, então, foram de barco à região indicada pelo capataz.

Os militares avistaram os criminosos e deram ordem de abordagem quando eles começaram a atirar contra os policiais, que revidaram. Houve troca de tiros e dois foram atingidos com tiros de fuzil e os outros comparsas conseguiram fugir.

Com Domingos e Fábio, os policiais encontraram armas e munições deflagradas e intactas. Eles foram socorridos de barco até uma unidade hospitalar próxima, mas não resistiram. Domingos foi atingido por tiros no tórax e na cabeça e Fábio por tiros no braço e na cabeça.

As armas dos policiais foram recolhidas. 

Posicionamento  

À reportagem, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul informou que a corregedoria vai abrir inquérito policial para investigar as circunstâncias da morte dos dois homens, suspeitos de furto de gado.

Outra ação que termina com sucesso

Quadrilha é presa e 200 cabeças de gado são recuperadas

Policiais militares prenderam quatro homens, por formação de quadrilha e roubo, ontem à noite, em Salto do Céu (350 quilômetros de Cuiabá). Na ação, dois caminhões carregados com cerca de 200 cabeças de gado foram recuperados.  

Por volta das 19 horas, a equipe recebeu informações sobre um roubo de gado em uma fazenda de Diamantino, no domingo (18). Segundo a denúncia, parte dos animais estavam sendo transportados pela rodovia MT-339, em dois caminhões com a escolta de um veículo de passeio.  

A equipe solicitou o reforço policial das equipes da região. quando foram localizados os dois caminhões, onde ambos os condutores foram abordados. Questionados sobre os animais que estavam sendo transportados, confessaram que se tratava do gado roubado da fazenda de Diamantino, no dia anterior. Os suspeitos ainda detalharam Honda Civic branco ocupado por duas pessoas estaria dando apoio.  

Ainda em diligências, o veículo foi identificado trafegando de maneira suspeita. Ao ser abordado, os dois homens que ocupavam o carro foram questionados sobre a ligação com o crime de roubo de gado e admitiram à equipe policial que estavam trabalhando para realizarem a escolta dos caminhões. Os quatro suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados a delegacia de Polícia Civil. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com