Arroba bate R$ 240, será que sobe mais? Segura peão!

Arroba bate R$ 240, será que sobe mais? Segura peão!

PARTILHAR
touros da raca braford
RPK Genética / Foto: Evoluê AG

Novo patamar de preço é atingindo no Rio Grande do Sul, segundo informações dos analistas os preços vão se consolidar em um novo patamar nesta semana!

No mercado de boi gordo fechou a semana passada com cotações seguem firmes. De acordo com a consultoria Agrifatto, as pastagens continuam dando suporte de matéria-verde, o que permite ao produtor manter seus animais no pasto. Novos patamares de preços são vistos na Praça de São Paulo na abertura da semana, e no Rio Grande do Sul, temos uma nova alta! A ponto compradora deve oferecer maiores preços nesta semana.

“Neste cenário, os frigoríficos trabalham com escalas curtas, demonstrando dificuldade em originar matéria-prima. Na última sexta-feira, 26, as programações de abate nas praças paulistas encerraram o dia com quatro dias úteis”.

Os preços vão disparar

O dia mal começou e os pecuaristas já começaram a informar seus negócios no app da Agrobrazil. A semana promete melhores preços na arroba, tendo em vista a menor oferta de boiada e escala curta de abate que o frigorífico vem sofrendo.

Diante deste cenário, o pecuarista de Bagé/RS, concretizou negócios na casa de R$ 240 por arroba, com prazo de 30 dias para pagamento e abate para o dia 30 de junho, lembrando que são animais com destino ao mercado interno. Confira os detalhes da negociação na imagem abaixo!

Em Lucélia/SP, a vaca gorda já chegou ao preço de R$ 200/@ à vista e abate para o dia 03 de julho. Já o Boi Padra China, em Parapuã/SP, fechou em R$ 220/@ à vista e abate para o dia 06 de julho.

Atacado

No atacado de carne bovina, os preços reagiram após uma semana de impasse entre os players do mercado. Os estoques pequenos e baixa disponibilidade de produtos aqueceram as cotações, que encerraram a semana em R$ 14,10 por quilo, alta de R$ 0,30.

“Além disso, a proximidade com o próximo mês pode dar sustentação. De fundo entra também a expectativa de retomada das atividades de bares e restaurantes em São Paulo a partir do dia 6 de julho”, diz a empresa

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com