Arroba dispara com “lacuna” na oferta do boi gordo

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

Os preços da arroba estão sendo ofertados acima da referência nessa abertura de semana, o motivo é a lacuna que se formou na oferta do boi gordo!

O mercado físico de boi gordo abriu a semana com mais um dia travado e com preços mais altos. Segundo o levantamento realizado pela Equipe do Compre Rural, a sustentação na disparada dos preços está na oferta de animais que segue restrita, e grande parte dos pecuaristas se retirou das negociações, cenário que não deve se alterar nos próximos dias em função do feriado de Ano Novo.

Segundo a Agência Safras, os frigoríficos encontram dificuldade para avançar as escalas de abate em um mercado esvaziado, e acabam pagando preços mais altos nos pequenos volumes que são ofertados. “Em São Paulo, houve registro de negócios pontuais acima de R$ 270 a arroba, chegando a até R$ 275 dependendo do prazo. A escala de abate varia entre 4 e 5 dias úteis”, apontou a consultoria.

Em São Paulo, o valor médio para o animal terminado chegou a R$ 273,84/@, na segunda-feira (28/12), conforme dados informados no aplicativo da Agrobrazil. Já a praça de Goiás teve média de R$ 254,90@, seguido por Mato Grosso Sul com valor de R$ 255,99/@.

Ainda segundo o app, os preços na praça paulista, estão variando de R$ 272,00 a R$ 275,00/@. Já o Indicador do Cepea, acompanhando a valorização do mercado, subiu cerca de 4,0%, abrindo a última semana do ano cotado a R$ 270,30.

Os compradores ativos estão ofertando R$2,00/@ a mais em relação a 23 de dezembro. A cotação da arroba está apregoada em R$262,00, preço bruto e a prazo. Com o feriado de Ano Novo, cabe atenção às negociações, já que o volume de oferta de boiadas tende a ser menor, com os pecuaristas fora das vendas.

As cotações da vaca e novilha gordas mantiveram-se estáveis, e estão apregoadas em R$242,00/@ e R$250,00/@, preço bruto e à vista, respectivamente.

Com o feriado de Ano Novo, cabe atenção às negociações, já que o volume de oferta de boiadas tende a ser menor, com os pecuaristas fora das vendas.

Scot Consultoria

“A expectativa gira agora em torno do ritmo normal das negociações, a partir da próxima semana, com os pecuaristas retornando. Contudo, vale destacar que a disponibilidade do boi confinado está curta e a entrada da safra de boi de pasto deve atrasar nos primeiros meses de 2021 devido à estiagem que retardou o desenvolvimento dos animais com as pastagens degradadas”, observa Agência Safras.

Giro do Boi Gordo pelo Brasil

  • Em São Paulo, houve registro de negócios pontuais acima de R$ 270 a arroba, chegando a até R$ 275 dependendo do prazo.
  • Em Minas Gerais, os preços subiram no decorrer do dia. Na região de Uberlândia, indicação de comprador foi de R$ 259 por arroba, à vista.
  • Em Goiânia (Goiás), o preço foi de R$ 246 à vista e a R$ 248 a prazo. Contudo, há rumores de negócios acima de R$ 250 à vista no estado.
  • No Mato Grosso do Sul, os preços também avançaram. Em Campo Grande, o valor registrado foi de R$ 248 a prazo, o mesmo observado em Dourados.
  • No Mato Grosso, preços firmes no dia. Em Cuiabá, o preço chegou a R$ 244 a prazo.

Atacado

No mercado atacadista, os preços da carne bovina também subiram durante o dia. Conforme Maia, a demanda pela carne bovina tende a avançar na semana devido ao feriado, fator que acelera a reposição entre as cadeias.

Com isso, o corte traseiro aumentou vinte centavos, indo a R$ 19,40 o quilo. O corte dianteiro teve preço de R$ 14,60 o quilo, assim como a ponta de agulha, ambos com alta de dez centavos.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com