Arroba do bezerro a R$ 278, o que esperar da reposição?

Arroba do bezerro a R$ 278, o que esperar da reposição?

PARTILHAR
Foto: Fazenda Santa Nice

Após bater recordes de preço em março, o mercado de reposição viu seus negócios serem minimizados diante da quarentena e instabilidade no preço da arroba.

Os preços da reposição estavam em um curva ascendente que era de “assustar” o pecuarista da recria-engorda. Os preços chegaram a quase R$ 311 por arroba para a categoria dos bezerros machos. Entretanto, parece que o mercado também entrou de quarentena e os negócios foram minimizados com essa “crise” que deixou todo o mercado instável e sem um norte definido. Afinal, como está essa movimentação?

Deste de que foi declarado que o coronavírus se tornou uma pandemia, o mercado de reposição segue em compasso de espera. O cenário para a arroba do boi gordo ainda incerto, avaliando o consumo de carne no mercado interno no período de quarentena, explica essa paradeira das últimas semanas na reposição.

No app da Agrobrazil, poucos foram os negócios informados para as categorias de reposição nos últimos dias. Segundo pecuaristas, o bezerro em Campo Grande/MS, foi negociado a R$ 1.840, para animais com peso aproximado de 198 kg, ou seja, o preço por kg é de R$ 9,29. Já em Frutal/MG, tivemos negócios de R$ 2.000 para animais de 218 kg.

Quando olhamos para a categoria do Boi Magro, segundo a Scot Consultoria, temos uma média de R$ 2.700 no Brasil, o que é comprovado pela negociação do pecuarista de Novo Progresso/PA, que confirmou negócios de R$ 195/@ para animais de 450 kg, ou seja, o valor do animal foi de R$ 2.925, para pagamento à vista, segundo app da Agrobrazil.

Segundo informações atualizadas da Scot Consultoria o preço das categorias segue da seguinte forma:

  • Bezerros
    SP – R$ 2000
    MG – R$ 1520
    GO – R$ 1700
    MS – R$ 1600
  • Boi Magro
    SP – R$ 3000
    MG – R$ 2310
    GO – R$ 2650
    MS – R$ 2500
  • Vaca Magra
    SP – R$ 2050
    MG – R$ 1800
    GO – R$ 1800
    MS – R$ 1900

Com as pastagens ainda verdes e com a possibilidade de ainda poderem reter a boiada no pasto, os recriadores optam em aguardar um cenário mais claro para então voltar aos negócios.

Para os próximos dias, o período de quarentena associado ao feriado desta semana não trazem muitas mudanças no atual cenário do mercado de reposição.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com