Assassinato de animais causou pânico, veja!

Assassinato de animais causou pânico, veja!

PARTILHAR
assassinato de animais
Na casa de Diogo, a polícia apreendeu quatro armas e munições — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Homem mata cachorro e filhote a tiros e é preso com 4 armas em casa. Animais estavam com crianças que tomavam banho em uma propriedade rural.

Um homem de 36 anos foi preso depois de atirar e matar um cachorro e um filhote na zona rural de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, no sábado (11). Um terceiro cachorro também foi atingido, mas sobreviveu. Daniel Diogo Almeida foi levado para a delegacia para as providências cabíveis.

Os animais, segundo a Polícia Militar, pertenciam a crianças que tomavam banho em uma represa nas proximidades.

À polícia, uma delas contou que foram até a represa – que seria de uso coletivo –, para tomar banho. Na ocasião, um cachorro da propriedade de Diogo se aproximou e uma das crianças passou a mão nele.

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher de Diogo teria visto a cena e passou a discutir com os menores de idade. Depois disso ela foi embora.

Em seguida, o marido dela foi até a represa e disse que não queria que as crianças tomassem banho no local e começou a atira nos cães que estavam com as crianças.

Com os disparos, Belinha, Pandora – um filhote –, e Pirata foram atingidos. O filhote e Pirata morreram no local. A cadela foi levada para um pet shop com ferimentos.

assassinato de animais
Animais foram mortos a tiros por homem em propriedade rural — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Em depoimento, Diogo alegou que estava no local para ligar a bomba d’água e que os cachorros avançaram contra ele, ocasião que efetuou os disparos para se defender.

Na casa dele a polícia encontrou quatro armas, sendo duas pistolas, uma carabina e uma espingarda, e grande quantidade de munição. Ele alegou ser atirador e possuí registro de duas delas.

Fonte: G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com