Bahia registra nova marca histórica na produção de leite

PARTILHAR

O agronegócio da Bahia vem seguidamente estabelecendo novos patamares de produção, em várias cadeias produtivas. Desta vez, a boa notícia vem do setor leiteiro.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da sua Pesquisa Trimestral, acaba de anunciar os dados sobre aquisição de leite cru na Bahia, e os números totais são os maiores desde quando o registro da série histórica foi iniciado, em 1997.

Os dados mostram que no primeiro trimestre de 2021 a produção de leite na Bahia foi de 159,9 milhões de litros, representando aumento de 14,8% em relação ao mesmo período de 2020 (139,2 milhões de litros).

A Pesquisa Trimestral do Leite faz seu levantamento a partir da aquisição do produto cru, feita pelos estabelecimentos que atuam sob algum tipo de inspeção sanitária (federal, estadual ou municipal). Esse levantamento, que traz a chancela e a confiabilidade do IBGE, é a referência para o dimensionamento do setor em cada estado e em todo o Brasil.

Até antes do anúncio do novo levantamento do IBGE, divulgado ontem (08/06), a melhor performance do leite, na Bahia, desde o início do registro da série histórica, havia sido o do quarto trimestre de 2020, quando a produção foi de 159,1 milhões de litros no período.  A marca do primeiro trimestre de 2021 é 0,4% superior à do quarto semestre de 2020.

Pela pesquisa, no primeiro trimestre de 2021 a aquisição nacional de leite cru foi de 6,5 bilhões de litros, com aumento de 1,8% em relação ao mesmo período de 2020. Mas, diferente do observado na Bahia, no cenário nacional os números do primeiro trimestre de 2021 são menores do que os levantados no quarto semestre de 2020 (-3,5%).

As informações são da Seagri Bahia, adaptadas pela equipe MilkPoint. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com