Bezerro bate R$ 18,93/kg e preço dispara valendo ouro

PARTILHAR
bezerro faze. Elge
Foto: Fazenda Elge

Os preços da reposição seguem apertando as margens dos pecuaristas da terminação com preços do bezerro disparando e batendo R$ 18,93/kg. Veja!

A oferta está restrita, o que dá sustentação às cotações dos bovinos para reposição. O pecuarista da cria continua a ver o mercado aquecido, principalmente com as novas valorizações nos preços do boi gordo esta última semana. Com isso, o mercado se aqueceu e os preços do bezerro voltaram a subir. Confira onde estão os bezerros mais caros e os mais baratos do Brasil!

Não há o que discutir, os preços do bezerro não vão voltar ao patamar de R$ 900 a R$ 1000,00 por cabeça. O setor da cria passou por mudanças e, mesmo que ocorra aumento da oferta, esse não será capaz de atender a demanda do mercado.

Invernistas, confinadores e criadores estão sempre em busca da bezerrada, o que tem deixado satisfeitos os vendedores de várias raças – desde as de sangue indiano, como nelore, até as de origem europeia, como angus e hereford.

Segundo os dados da Scot Consultoria, os preços do bezerro voltaram a apresentar valorização, desde o mês de fevereiro. Segundo a consultoria, O preço do animal médio é de R$ 3.000,00/cab no país. Uma valorização de quase 60% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o app da Agrobrazil, o pecuarista de Pedro Gomes/MS, informou negociação de bezerros, 100% Nelore, com peso médio de 140 kg pelo valor de R$ 2.650,00/cab. Sendo assim, o valor dos animais atingiram o patamar de R$ 18,93/kg e preço dispara pelo país.

Segundo o app, os preços fecharam o mês de fevereiro em alta, com valorização de quase R$ 100,00/cab nas praças paulistas. Os valores estão subindo e a dispara dos preços da arroba trazem maior otimismo para o mercado da reposição.

O Indicador do Bezerro Esalq/CEPEA, aponta para uma grande valorização no setor nos últimos seis meses, com o preço médio do animal sendo cotado a R$ 2.781,29/cab. O indicador do boi gordo do Cepea, calculado com base nos preços praticados em São Paulo, teve um dia de preços mais altos e registrou novo recorde histórico. A cotação variou 2,13% em relação ao dia anterior e passou de R$ 301,10 para R$ 307,50 por arroba.

Preços pelo Brasil

De acordo com os valores informados pela Scot Consultoria, nesta terça-feira, 09, os valores para os animais da reposição, categoria dos bezerros estão da seguinte forma:

  • SP: R$ 3.250,00 (Bezerro mais caro)
  • MG/PR: R$ 3.100,00
  • MS/BA: R$ 3.000,00
  • MT: R$ 2.950,00
  • TO: R$ 2.900,00
  • GO: R$ 2.800,00
  • AC: R$ 2.200,00 ( Bezerro mais barato)

Levantamentos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) mostram que, nos últimos dez anos, a cotação da cria valorizou 177%, enquanto o preço do boi gordo subiu 120%.

Lygia, da Agrifatto, acredita que não há mais volta. “A cria não pode ficar para trás se quisermos melhorar o desfrute e correr atrás do espaço que falta para nos aproximarmos ainda mais do alto nível tecnológico observado na produção norte-americana, por exemplo.”

Os preços seguem em patamares elevados e os animais que estão sendo disponibilizados no mercado possuem valor agregado por conta das melhorias genéticas que estão sendo feitas na cria.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com