Bezerro bate R$ 315/@ e preços estão disparando

Bezerro bate R$ 315/@ e preços estão disparando

PARTILHAR
Foto: Fazenda 3R

Preços da reposição estão subindo, alta da arroba aqueceu a procura pelas categorias e o preço do bezerro bate R$ 315/@ com viés de alta para frente!

A alta no preço da arroba nos últimos dias trouxe um animo para o pecuarista da recria/engorda, que está mais ávido na procura pelas categorias de reposição. Essa demanda acabou aquecendo os preços, já que a oferta de animais jovens está restrita neste ano. Diante disso, os preços tem disparado nas principais praças e deve subir mais nos próximos dias. Confira!

Segundo as informações da Scot Consultoria, os preços do boi magro, animais de 12@, subiu cerca de R$ 1150 por cabeça, ou seja, quase 40% em apenas dois anos. Isso também vem do reflexo do grande número de fêmeas que foram abatidas nos últimos anos. Confira os preços do bezerro!

Na Agrobrazil

Segundo os negócios informados no app da Agrobrazil, pecuaristas tem buscando um maior número de negociações para as categorias de reposição, apontando que o mercado está com maior demanda. Confira algumas negociações:

Destaque do dia para Faina, em Goiás, onde o valor negociado para os bezerros de média de 190 kg, foi de R$ 2000 por cabeça. Ou seja, preços da arroba para a reposição bateram, novamente, R$ 315/@. Os preços mostram uma tendência no Centro-Oeste, região de grandes confinamentos.

Paraná: alta nos preços dos animais de reposição

A demanda por bovinos para reposição está aquecida, fato que associado à oferta restrita de animais na maior parte do estado, tem resultado em valorizações contínuas nas categorias de reposição.

No balanço mensal, considerando a média de todas as categorias de animais para reposição pesquisadas pela Scot Consultoria, a valorização foi de 10,5% no Paraná. Já o boi gordo, nesse mesmo intervalo, subiu 9,2%.

A demanda maior é pelas categorias mais eradas, para giro rápido.

A categoria cuja alta foi mais significativa nesse intervalo foi o garrote anelorado (7,5@), com alta de 12,5% em junho e, atualmente, cotada em R$2.250,00 por cabeça.

O que esperar desse mercado?

Olhando para o gráfico acima, que foi corrigido pela inflação, é possível constatar que existe margem para que o preço do bezerro possa galgar ainda mais valor nos próximos dias ou meses, vai depender muito de como a arroba do boi caminhará. O pecuarista que está fazendo reposição está “xiando” bastante, mas chegou a hora do produtor que faz cria ganhar um pouco de fôlego dentro do mercado, os abates de fêmeas nos últimos meses também fazem com que estes valores sejam sustentados.

Agora é o momento da reposição, momento do pecuarista da cria se atentar a demanda do mercado e dos custos de produção. Já do lado comprador, o momento é de cautela e buscar a concretização de negócios que estejam dentro do seu planejamento. A boa notícia é que não há perspectivas de preços da arroba abaixo para os próximos meses.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com