Bezerro sai a R$ 2200 e reposição vira lenda

Bezerro sai a R$ 2200 e reposição vira lenda

PARTILHAR
Bezerro Nelore IRCA - José da Rocha Cavalcanti

O mercado de reposição continua com preços firmes e em alta. Segundo informações, o preço do bezerro de 9,5@ segue acima de R$ 2000, veja onde!

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na média de todas as regiões e categorias monitoradas, entre machos e fêmeas anelorados e mestiços, a alta foi de 1,9% na última semana. Já em comparação com o início do ano, a valorização foi de 3,1%, apontando para a firmeza deste mercado. 

Segundo informações da Scot Consultoria, a reposição está mais cara em São Paulo e Goiás, quando comparado a outros estados. A oferta é restrita, já que a chuva tem deixado os produtores da cria mais confortáveis em reter os animais a espera de ofertas melhores. O bezerro de 9,5@ em São Paulo, é negociado na média de R$ 2200, valor para macho nelore.

O pedido de preços maiores tem retraído os compradores, resultando em um menor volume de negócios nos últimos dias. Além disso, as flutuações nos preços da arroba e a instabilidade do mercado externo, tem feito o pecuarista estar mais atento ao mercado, para não tomar prejuízo no futuro. Afinal, os frigoríficos não estão travando os preços e os produtores seguem pressionando uma alta na cotação do boi gordo.

Apesar do baixo volume de negociações, é provável que o viés de alta das cotações continue, isso porque a ponta vendedora consegue reter os animais, devido à melhor capacidade de suporte das pastagens e aguardar por melhores negócios. 

No aplicativo do Agrobrazil, parceiro do Compre Rural, as cotações seguem estáveis. Pecuarista de Presidente Epitácio/SP, teve seus bezerros de 225 kg negociados por R$ 2000/cab para pagamento a vista. Já em Rolim de Moura/RO, o bezerro saiu por R$ 1.650,00/cab com pagamento a vista.

Lá em Mato Grosso do Sul…

O recinto de leilões da Estância Orsi, na capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, sediou nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro mais três eventos comerciais envolvendo animais de reposição de diversas categorias.

Em 17 de fevereiro, o “3674º Leilão Machos Correa da Costa” negociou 1.553 exemplares e registrou faturamento total de R$ 2,8 milhões, com média geral de R$ 1.864.

No dia 18, o “3675º Leilão Fêmeas Correa da Costa” comercializou 2.228 cabeças à média geral de R$ 1.599, contabilizando movimentação financeira de R$ 3,5 milhões.

Já no dia 19 de fevereiro, os negócios do “3676º Leilão Correa da Costa” envolveram a venda de 725 machos e fêmeas para cria, recria e engorda pelo preço médio de R$ 1.611, gerando receita de R$ 1,1 milhão.

A organização dos remates foi da Correa da Costa Leilões Rurais, com transmissão pelo site da leiloeira. O leiloeiro rural Luciano Pires esteve à frente do martelo durante os eventos em Campo Grande, MS.

Compre Rural com informações da Scot Consultoria e Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com