Boi brasileiro é o mais “desvalorizado” do mundo

PARTILHAR
@estanciabahialeiloes

Apesar do grande avanço das cotações no mercado do boi gordo, com alta de R$ 65/@ em novembro, boi brasileiro ainda é o mais barato do mundo!

O mundo vive um crescimento na demanda por proteína animal, principalmente os países da Europa e Ásia, onde a Peste Suína Africana acabou dizimando grande parte do plantel de suínos. Os países produtores e exportadores de carne bovina estão vendo o seu grande concorrente, o Brasil, passar por um momento onde o Boi brasileiro é o mais “desvalorizado” do mundo. Qual o impacto disso?

Na outra via, a pecuária brasileira vem se transformando em uma das maiores produtores de carne bovina do mundo, utilizando tecnologias e garantindo um produto de maior qualidade e com menor valor agregado. Ter uma arroba mais barata significa ter mais competividade frente aos seus concorrentes, mas não garante maior venda e ou melhores margens!

Antes de mais nada, é preciso entender que não estamos aqui para julgar os sistemas de criação adotados por cada país, mas sim apresentar os valores nominais da arroba e, claro, como tem se comportado esses preços diante do mercado consumidor.

A pecuária brasileira viveu um setembro e um outubro negros em função da suspensão pelo governo brasileiro da exportação de carne bovina para a China. E em função dessa atitude, a cotação da arroba do boi gordo, que vinha firme há meses e meses, sucumbiu. A cotação livre de impostos, na praça pecuária de São Paulo, que em 31 de agosto estava em R$305,50/@, afundou até R$258,00/@ em 29 de outubro. O que impactou nos preços em dólar!

Sendo assim, os preços caíram de tal forma que, antes precificada a praticamente a mesma cotação dos EUA – seu principal concorrente direto -, a arroba brasileira recuou com a saída da China. Para se ter ideia, os valores saltaram de US$ 69,00 para o mesmo patamar de um ano atrás, onde arroba era cotada a US$ 55,00 dólares.

Os valores listados abaixo, são referentes ao fechamento da última sexta-feira, 26, e mostram que o boi brasileiro é o mais barato do mundo. A sua frente seguem Paraguai, Uruguai, Argentina, EUA, Irlanda e, claro, a Austrália liderando o ranking com o valor da arroba sendo considerada a mais valorizada neste momento!

A recuperação dos valores da arroba para os atuais patamares de preços, média de R$ 325,00/@, permitiu que o pecuarista conseguisse reverter um pouco do prejuízo dos últimos dois meses. Porém, essa maior competitividade da carne brasileira frente aos seus concorrentes não significa que o país tenha embarcado maiores volumes.

Os dados de exportação refletem uma grande queda no volume de carne embarcado no mês, com um recuo de quase 49% frente aos embarques anteriores. Esse impacto é sentido na margem de lucro das indústrias exportadoras.

O futuro é assustador e precisa ser planejado

O pecuarista brasileiro pode esperar por uma melhora de preços da arroba do boi gordo já para o início de 2022. É o que prevê o pecuarista Maurício Velloso, presidente da Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Assocon).

Para Velloso, a baixa oferta de animais para reposição continuará no primeiro semestre do próximo ano, o que elevará os preços. No entanto, a alta nos custos de produção poderá influir em prejuízos aos produtores de carne bovina no País.

“Sem dúvida alguma, nós deveremos experimentar no primeiro semestre de 2022 valores mais altos do que estão sendo praticados hoje. Entretanto, eu não acredito que os valores desta arroba sejam suficientes para oferecer margem positiva ao pecuarista porque os custos de produção, de uma maneira geral, subiram no mínimo 50%”, diz Velloso.

Diante desse cenário, a indicação para o pecuarista no próximo ano é unânime: planejar bem a operação, fazer uso de ferramentas de gestão e de seguro de preços através de travas financeiras na bolsa de valores.

“Como é que o pecuarista pode ter milhares de reais ou milhões de reais para ser comercializado sem ele ter a certeza absoluta de que aquele valor pelo qual ele vai vender é suficiente para pagar os seus custos e ainda  oferecer uma margem de lucratividade? Então isso passa a não ser mais pecuária, passa a ser um cassino”, diz Velloso.

Foi justamente o seguro de preço da arroba na bolsa que reduziu os prejuízos de muitos pecuaristas que lançaram mão de travas de preços da arroba neste ano, especialmente sobre o episódio da paralisação das vendas de carne para a China. E você, vai ficar parado ou correr atrás do planejamento?

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com